Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Besiktas refuta responsabilidade e diz que Lyon deve ser sancionado

Logótipo de O Jogo O Jogo 14/04/2017 Alcides Freire

O Besiktas rejeitou esta sexta-feira qualquer responsabilidade nos incidentes ocorridos na quinta-feira, no jogo dos quartos de final da Liga Europa, disputado em Lyon, e defendeu que só o clube francês deve ser sancionado. "Tudo o que aconteceu é responsabilidade do Lyon. Se alguém deve ser sancionado, não é o Besiktas, mas sim o Lyon. Nós não fizemos nada, não temos por que estar preocupados", garantiu o porta-voz da direção do clube turco, numa ...

O Besiktas rejeitou esta sexta-feira qualquer responsabilidade nos incidentes ocorridos na quinta-feira, no jogo dos quartos de final da Liga Europa, disputado em Lyon, e defendeu que só o clube francês deve ser sancionado.

"Tudo o que aconteceu é responsabilidade do Lyon. Se alguém deve ser sancionado, não é o Besiktas, mas sim o Lyon. Nós não fizemos nada, não temos por que estar preocupados", garantiu o porta-voz da direção do clube turco, numa entrevista à agência nacional

Para Metin Albayrak, a prioridade do clube visitado deve ser assegurar que o jogo decorre em condições de segurança.

"Faltou pouco para que um linchamento se produzisse no coração da Europa. Eles [adeptos do Lyon] atacaram com barras de ferro, sem fazer distinção entre adultos e crianças", acrescentou.

As declarações do porta-voz do Besiktas são uma reação ao pedido do presidente do Lyon, Jean-Michel Aulas, que, na quinta-feira, considerou que um encontro à porta fechada "seria a única solução de justiça" na visita ao Besiktas, após os incidentes na primeira mão dos quartos de final da Liga Europa de futebol.

O encontro entre Lyon e Besiktas começou com 46 minutos de atraso, depois de os adeptos da equipa francesa terem entrado no relvado, para 'fugirem' de objetos e material pirotécnico atirado para as bancadas por apoiantes do clube turco.

Na sequência do incidente, 12 adeptos franceses e turcos foram detidos e sete pessoas ficaram feridas sem gravidade.

O clube francês acusa os seguidores do Besiktas de terem estado na origem dos desacatos. "É evidente que fomos vítimas de uma agressão por parte dos adeptos turcos", argumentou hoje o diretor jurídico do Lyon, Vincent Ponsot.

© Fornecido por O jogo

Annie Saladin, responsável pela segurança do clube lionês, revelou que cerca de 50 ultras turcos do grupo Carsi estiveram na origem do incidente que provocou a invasão de campo.

O Lyon, com o internacional português Anthony Lopes no 'onze', acabou por vencer o Besiktas, por 2-1, sendo que a segunda mão se disputa a 20 de abril, em Istambul.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon