Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Bienal Experimentadesign despede-se com conferências, exposição e livro

Logótipo de O Jogo O Jogo 22/09/2017 Administrator

A última edição da Bienal Experimentadesign (EXD´17) vai decorrer a 30 de setembro, em Lisboa, com conferências, o lançamento de um livro com a história das nove edições, a exposição "Drawing in Stone" e o espetáculo audiovisual "Inside".

O ciclo da Bienal EXD´17 termina com o título "Before & Beyond", em Belém, no Centro Cultural de Belém (CCB) e no Museu Nacional dos Coches, com o objetivo de "antecipar questões que vão tornar-se cruciais nos próximos anos", sublinha um comunicado divulgado pela organização.

A linha de orientação desta edição de encerramento é, segundo a bienal, "estabelecer uma dinâmica positiva entre o passado --- do ponto de vista do que se estabeleceu através da experiência e do conhecimento gerado --- e o desenho do futuro".

A programação inclui um conjunto de conferências, o lançamento do livro "experimentadesign 1999-2017", a exposição "Drawing in Stone", e o espetáculo audiovisual "Inside", com ´videomapping´ e ´sound design´.

Em maio, a presidente a Experimentadesign, Guta Moura Guedes, disse à agência Lusa que a bienal iria terminar em setembro com uma última edição, após 18 anos, com o objetivo de procurar novos formatos de trabalho.

O tema central da EXD´17 vai expressar-se em dois sentidos: um que revisita os temas abordados nas nove edições anteriores, e, por outro lado, a indicação de algumas das áreas de investigação e produção de conhecimento que serão continuadas através do trabalho regular da Experimentadesign.

As conferências vão decorrer no Grande Auditório do CCB, entre as 11:00 e as 19:00 de dia 30 de setembro, com sete conferencistas convidados: Alice Rawsthorn, Arjun Appadurai, Eduardo Souto de Moura, Miguel Nicolelis, Philippe Starck, Stefan Sagmeister e Tyler Brûlé.

Seguindo o tema da EXD'17, cada convidado, segundo a organização, será desafiado a trabalhar sobre um dos temas passados trazendo-o para 2017 e para o futuro, e envolvem as disciplinas e áreas do design, ética, arquitetura, sociologia, neurociência e política.

À noite, o programa da Bienal EXD decorre entre as 22:30 e a meia-noite, no Museu Nacional dos Coches, com o lançamento do livro que revisita as edições passadas da bienal e os seus momentos mais importantes.

Este livro bilingue (em português e inglês), com mais de 400 páginas, apresenta "uma análise visual e transversal deste motor de desenvolvimento cultural e criativo, que incutiu uma nova dinâmica à cultura de projeto contemporânea internacional, a partir de Lisboa, em particular, mas também de outras cidades".

Na galeria superior do museu, é inaugurada a exposição "Drawing in Stone", que apresenta uma primeira visão de conjunto sobre o trabalho que 23 autores desenvolveram no âmbito do programa experimental e de pesquisa "Primeira Pedra", com 19 tipos de pedra portuguesa.

Entre outros, inclui trabalhos de Álvaro Siza, Amanda Levete, Bijoy Jain, Carrilho da Graça, Mia Hägg, Paulo David, Souto de Moura, Studio Mk27, Vladimir Djurovic, Ian Anderson, Jonathan Barnbrook, Jorge Silva, Peter Saville, e Claudia Moreira Salles.

Às 23:30, na praça do Museu Nacional dos Coches, decorrerá o último momento do encerramento da bienal, com a performance de ´videomapping´ e ´sound design´, intitulada "Inside".

Esta obra audiovisual de cerca de 10 minutos que vai ocupar 1.024 metros quadrados da fachada do museu, usa um sistema tecnológico que cria um dispositivo narrativo imersivo e sensorial, com elementos visuais em tempo real, desenho de som multicanal e luz sincronizada.

De acordo com a organização, os bilhetes para as conferências são pagos, mas o programa da noite é gratuito e aberto ao público em geral.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon