Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Bolivia não se conforma com duas derrotas e recorre ao TAS

Logótipo de O Jogo O Jogo 02/03/2017 Hugo Monteiro

Federação boliviana de futebol vai recorrer das duas derrotas aplicadas à seleção por uso indevido de um jogador durante a qualificação para o Mundial2018.

A Federação boliviana de futebol vai recorrer das duas derrotas aplicadas à seleção por uso indevido de um jogador durante a qualificação para o Mundial2018, anunciou o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS).

Em causa está a utilização indevida, frente a Peru e Chile, do defesa Nelson Cabrera, de 33 anos, que tinha somado uma internacionalização pelo Paraguai em 2007 e se naturalizou em fevereiro de 2016.

© David Mercado/Reuters

Em fevereiro, a FIFA confirmou a aplicação de duas derrotas aos bolivianos nesses encontros, tendo custado quarto pontos, pela vitória frente ao Peru (2-0) e o empate a zero com o Chile, ambos em setembro de 2016.

Segundo os regulamentos, um jogador só pode mudar de seleção nacional depois de viver durante cinco anos no novo país, detalhou a federação chilena na queixa enviada em outubro de 2016 ao Comité Disciplinar da FIFA.

Nelson Cabrera chegou à Bolívia em 2013, para representar o Bolívar, onde cumpre a quinta temporada consecutiva.

Com sete pontos, a Bolívia é nona e penúltima NO apuramento para o Mundial2018, na Rússia, com quatro apurados de forma direta para a competição.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon