Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Bolsas europeias seguem em terreno positivo em nova sessão marcada por tensões geopolíticas

Logótipo de O Jogo O Jogo 05/09/2017 Administrator

As bolsas europeias seguiam hoje a negociar em terreno positivo, numa nova sessão marcada pelas tensões geopolíticas na Coreia do Norte e a abertura de Wall Street que esteve encerrada na segunda-feira devido a um feriado.

Às 08:35 de Lisboa, o Eurostoxx 50, o índice que representa as principais empresas da zona euro, estava a recuperar 0,20% para os 3.437,18 pontos.

As principais bolsas europeias estavam a transacionar entre os ganhos de 0,16% de Paris e os de 0,30% de Frankfurt.

Lisboa seguia a negociar também em terreno positivo, com o principal índice, o PSI20, a subir 0,07% para os 5.167,27 pontos.

Os investidores aguardam hoje pela publicação da evolução da inflação nos países membros da OCDE e por dados relativos ao comércio a retalho nos países da União Europeia correspondentes ao mês de julho.

A Coreia do Norte fez no domingo o seu sexto teste nuclear, desta vez com o lançamento de uma bomba de hidrogénio, a mais potente até à data, um artefacto termonuclear que segundo o regime de Pyongyang pode ser instalado num míssil intercontinental.

A comunidade internacional condenou unanimemente o novo desenvolvimento de armamento norte-coreano. Após uma reunião de emergência do Conselho de Segurança das Nações Unidas, os Estados Unidos propuseram votar novas sanções ao regime de Kim Jong-un na próxima segunda-feira, uma medida que já tinha sido defendida pela Coreia do Sul e pelo Japão.

O Presidente norte-americano, Donald Trump, disse estar a avaliar a possibilidade de suspender o comércio com qualquer país que tenha negócios com Pyongyang e insinuou que não descarta um ataque à Coreia do Norte.

Por seu lado, a China e a Rússia apelaram ao diálogo com Pyongyang e propuseram o congelamento das manobras militares conjuntas dos Estados Unidos e da Coreia do Sul e a suspensão dos programas de armamento norte-coreanos, mas esta proposta foi recusada pelos Estados Unidos.

O euro seguia hoje em baixa face ao dólar e, na abertura da sessão, trocava-se a 1,1905 dólares, face aos 1,1914 de segunda-feira, enquanto no mercado de matérias-primas o preço do crude referência na Europa, o Brent, caía 0,28%, para 52,19 dólares por barril.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon