Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Braga conseguiu Fransérgio e Dyego Sousa ao preço de Assis

Logótipo de O Jogo O Jogo 13/10/2017 Francisco Sebe

Rafael Assis, que ainda não somou qualquer minuto de competição durante esta temporada, foi a contratação mais cara do último exercício da SAD, tendo custado mais de 1,4 milhões de euros.

O último relatório e contas da SAD revela os valores envolvidos nas contratações realizadas durante o exercício contabilístico de 2016/17, entre as quais as de Fransérgio e Dyego Sousa, dois jogadores anunciados no início do ano, mas que só se juntaram ao plantel arsenalista para o arranque desta época. Sendo assim, o Braga anunciou que pagou 1,250 milhões de euros ao Marítimo por 75% do passe do médio e mais 296 mil euros por igual percentagem de Dyego Sousa, que, como se sabe, estava em final de contrato com o clube insular - António Salvador já revelou que, apesar da situação contratual do jogador, preferiu negociar o avançado com Carlos Pereira, presidente do Marítimo, com quem ainda viria a fechar, mais tarde, a contratação de Raúl Silva, transferência que apenas será contabilizada no próximo exercício.

citacaorevelou os valores envolvidos nas transferências efetuadas em 2016/17; dupla do Marítimo custou cerca de 1,55 milhões de euros

© Fornecido por O jogo

Curiosamente, o investimento efetuado nos dois brasileiros, que têm correspondido ao longo da temporada, é quase igual ao que foi feito na contratação de Rafael Assis, por quem a SAD pagou, ao Chaves, 1,416 milhões de euros por 70% do passe. Apesar da significativa verba, o médio-defensivo ainda não foi utilizado durante esta temporada, tal como acontece com Bakic, que, sabe-se agora, custou 900 mil euros (80% do passe) no verão de 2016.

A administração presidida por António Salvador revelou ainda ter pago 1,25 milhões de euros na compra de Tomás Martínez ao River Plate, entretanto revendido para os Estados Unidos por 1,657 milhões de euros, e mais 550 mil euros por Bruno Jordão (ao Leiria), que foi transferido neste verão para a Lázio no meganegócio que também incluiu a venda de Pedro Neto.

Na lista de aquisições da última temporada consta ainda o nome de Rui Fonte. A SAD pagou 400 mil euros ao Benfica por metade do passe do avançado, que acabou por render, este verão, 4,5 milhões de euros pela transferência para os ingleses do Fulham.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon