Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

'Brexit': Há propostas de interesse de empresas britânicas para se instalarem em Portugal - Bernardo Trindade

Logótipo de O Jogo O Jogo 20/10/2017 Administrator

Há "múltiplas e fundadas propostas de interesse" de empresas britânicas e multinacionais com operações no Reino Unido para se instalarem em Portugal, referiu Bernardo Trindade, responsável pela 'Portugal In', a estrutura que visa captar investimento estrangeiro na sequência do 'Brexit'.

"Há múltiplas e fundadas propostas de interesse que vão acontecendo. Por exemplo, na área do setor financeiro, aquilo que sentimos é que a capacidade instalada quer reforçar a presença em Portugal. O setor turístico [está] a evoluir muitíssimo bem, com vontade de reforçar o investimento. Há claramente um ambiente favorável à captação de investimento", afirmou o responsável à agência Lusa, em Londres.

As empresas interessadas em Portugal, vincou, "querem sobretudo conhecer a nossa capacidade de acolhimento, quer ao nível das infraestruturas quer ao nível da estabilidade política e do quadro fiscal que é hoje vigente. Sobretudo, o que é interessante é que este interesse é um interesse por Lisboa, Porto, regiões autónomas, Algarve, interior e isso deixa-nos muito satisfeitos porque é um cenário que já não encontrávamos há alguns anos".

Bernardo Trindade vai intervir hoje em Londres numa mesa redonda sobre o setor imobiliário no evento 'The Portuguese Offer' intitulada 'Investir com inteligência em Portugal'.

Na quinta-feira à noite esteve presente num evento na embaixada de Portugal no Reino Unido sobre 'As vantagens de Lisboa como um Centro de Negócios e Serviços Europeu e Atlântico', organizado pela AICEP Portugal Global, Invest Lisboa e Portugal In.

Na apresentação feita pelo diretor da AICEP em Londres, Rui Boavista Marques, foram referidos alguns dos investimentos recentes feitos por empresas em Portugal, como a Vodafone, que anunciou este mês a escolha da subsidiária em Portugal para criar o 'TV Hub', o primeiro Centro de Competência para o desenvolvimento e gestão da Televisão da Próxima Geração, a Fujitsu, que vai abrir um segundo Centro em Portugal, a gestora de investimentos Natixis, que vai instalar um centro de desenvolvimento tecnológico no Porto, e a Siemens, que vai criar um centro operacional de ciber-segurança em Lisboa, onde já possui uma operação.

Outros exemplos incluem o centro de Investigação & Desenvolvimento da fabricante de aerogeradores Vestas no Porto, o primeiro centro de competências digitais a nível mundial (Digital Delivery Hub) da Mercedes em Lisboa, e a transferência das áreas de desenvolvimento de sistemas e segurança de informação que funcionavam em Belfast para um centro tecnológico da Euronext no Porto.

A 'Portugal In' foi uma estrutura temporária criada em abril que tem como desígnio atrair para Portugal investimentos que pretendam permanecer na União Europeia após a saída do Reino Unido", encontrando-se sob a dependência do primeiro-ministro, António Costa.

Esta foi uma "oportunidade de organizar a nossa oferta, a oferta de um país que quer ser um país líder na área do investimento em todas as suas regiões, que possui estabilidade política, um quadro fiscal muitíssimo aceitável, uma capacidade de acolhimento nos diversos setores de atividade", disse ainda o antigo secretário de Estado do Turismo.

Para as empresas que estão no Reino Unido e queiram mudar-se, acrescentou, Portugal "oferece um país que tem relações históricas e culturais com um universo de população de mais de 260 milhões de pessoas [de países lusófonos], um país que simultaneamente pela proximidade linguística tem facilmente a capacidade de integrar o espaço latino americano".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon