Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Brexit: Líder trabalhista em Bruxelas para pedir progressos

Logótipo de O Jogo O Jogo 19/10/2017 Administrator

O líder do principal partido da oposição britânica, o trabalhista Jeremy Corbyn, reúne-se hoje com dirigentes europeus em Bruxelas para pedir avanços na negociação do 'Brexit' e criticar o governo conservador pela falta de progressos.

Corbyn, cuja influência foi reforçada com o bom resultado do Partido Trabalhista (Labour) nas legislativas de junho, reúne-se hoje com o negociador da União Europeia (UE) para o 'Brexit', Michel Barnier, com o presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani, e com líderes de outros Estados membros.

O Labour quer que o Governo conservador da primeira-ministra Theresa May afaste a possibilidade de sair da UE sem um acordo com Bruxelas.

"Um não-acordo sobre o 'Brexit' será um mau acordo para o Reino Unido, que ameaça o emprego e o nível de vida. E seria igualmente mau para os nossos vizinhos europeus", disse.

O Reino Unido lançou formalmente as negociações de saída da UE em março, mas desde então as negociações pouco avançaram em questões decisivas.

A UE afirma que as negociações sobre a futura relação com o Reino Unido com o bloco não podem iniciar-se sem estarem decididas certas questões-chave, como a fronteira entre a República da Irlanda e a Irlanda do Norte ou os direitos dos cidadãos europeus residentes no país.

Um grupo de deputados eurocéticos britânicos da linha mais dura pediu hoje a May que se afaste das negociações se a UE não começar a discutir a futura relação comercial.

O grupo de deputados, que integra o antigo ministro das Finanças Nigel Lawson e o antigo ministro do Ambiente Owen Paterson, acusa a UE de "adiar deliberadamente a discussão" sobre a relação pós-'Brexit'.

Numa declaração divulgada hoje, o grupo de pressão "Leave Means Leave" defende que se não houver uma viragem esta semana, May deve declarar unilateralmente que o Reino Unido sai da UE, sem acordo, a 19 de março de 2019, e passa a recorrer às regras da Organização Mundial de Comércio (OMC) para as relações comerciais com a UE.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon