Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Bruno de Carvalho: "Aliança é no dedo e a minha mulher é de Lisboa. Sporting tem de ser orgulhosamente só"

Logótipo de O Jogo O Jogo 29/10/2017 Rui Trombinhas

Presidente do Sporting deixou recados para críticos do clube e falou no trabalho que tem feito

© Filipe Amorim

Bruno de Carvalho esteve no almoço de comemoração do 25º aniversário do Núcleo de Almoçageme e no discurso proferido falou da grandeza do Sporting e do trabalho feito nos últimos anos. "Somos o maior clube do mundo, com mais de 22 mil títulos, único com dois jogadores Bola de Ouro formados no clube, estamos quase a entrar no top3 dos clubes com mais associados. O Pavilhão João Rocha está feito, demos património ao clube. O nosso grande amor é o clube, não é a SAD. É o Sporting que temos esforçado por levantar, é por esse que temos feito sacrifícios, o pavilhão é nosso, não devemos a ninguém. Ninguém tirará esse mérito a esta direção."

O presidente dos leões lembrou depois que também luta contra alguns adversários internos e rejeitou a ideia de alianças com outros emblemas. "Espirros vinha de dentro do Sporting, mas também vinham dos rivais, o Sporting engripava-se quando os rivais queriam. O Sporting nunca percebeu que o caminho do primeiro lugar tem de se trilhar só. Só há um primeiro lugar. Não vale a pena encostarem-me. O Sporting tem de ser um clube do orgulhosamente só. Desengane-se quem anda a dar entrevistas, que aparece como um urubu e está muito preocupado com as minhas alianças. Tenho uma minha aliança muito fixa no dedo e a minha mulher nasceu em Lisboa."

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon