Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Bruno de Carvalho lamenta demora no processo 'túnel' e acusa Vieira

Logótipo de LusaLusa 25/03/2017 António Correia
MANUEL DE ALMEIDA/LUSA © LUSA / MANUEL DE ALMEIDA MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Lisboa, 25 mar (Lusa) - O presidente do Sporting lamentou hoje a demora na resolução no processo ‘túnel', acusando, por outro lado, o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, numa situação idêntica em que “as imagens são claras”.

“Quando foram as imagens, em que se vê o presidente do Benfica (Luís Filipe Vieira) quase a agredir uma pessoa da arbitragem, as imagens são claras e o processo anda-se a arrastar", começou por dizer, comparando de seguida: "Nas minhas, as imagens são claras que não houve nada e também se anda a arrastar".

Em declarações à chegada ao aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, depois de vários dias na Costa Rica, o líder dos ‘leões' criticou a comunicação social ao recordar o caso que remonta a 06 de novembro, após o final do encontro entre Sporting e Arouca (3-0), quando se envolveu no túnel de acesso ao relvado com o Presidente dos arouquenses, Carlos Pinho.

“Não são aquelas (imagens) que vocês (jornalistas) passam, em que fazem um ‘zoom’ e manipulam. Agora, as (imagens) que estão no processo são claras que nada aconteceu. Mas, como há um (processo) a decorrer, o outro também tem que decorrer. Infelizmente, são aquelas coisas do futebol e tenho a consciência tranquila. Esse senhor (Carlos Pinho) nem na vida pessoal pode ter a cabeça tranquila, quanto mais no futebol", argumentou.

Em relação à sua viagem, o presidente ‘leonino' mostrou-se satisfeito com ida à América central, onde inaugurou uma academia Sporting, acreditando que possam nascer jovens talentos no futebol.

"É mais uma academia, mais um país em que estamos diretamente e onde podemos trabalhar com as jovens promessas que são muito importantes, num clube com a dimensão do Sporting. Como equipa formadora, temos que ir à procura de jovens. Estamos à espera de contribuir para o desenvolvimento do futebol da Costa Rica e de termos acesso aos grandes e muitos talentos que eles têm", explicou.

Quanto às renovações de contratos de Bryan Ruiz, que tem apenas mais um ano de vínculo com os ‘leões' e de Joel Campbell, que termina o empréstimo no final da presente temporada, Bruno de Carvalho mostrou-se otimista e crê que ambos continuem a representar o Sporting.

“A vontade que nós temos é que o Bryan continue e também é a vontade dele. O Joel não é só uma vontade do jogador e nossa, é vontade do Arsenal também. Não podemos ir em loucuras, é um grande jogador e vamos ver o que acontece", declarou.

Por fim, Bruno de Carvalho abordou o tema do vídeo-árbitro, criticando aqueles que o chamaram de "idiota" no passado, reiterando também a ideia de que "as pessoas já dizem que o futebol não vai passar sem as novas tecnologias".

“Há quatro anos comecei a falar do vídeo-árbitro e quase todos disseram que era uma parvoíce e não podia ser. Acharam que eu era um idiota. Afinal, tinha razão e agora já toda a gente diz que o futebol não vai passar sem novas tecnologias. É importante que as pessoas tenham essa noção", concluiu.

AYCO // PFO

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon