Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Bruno de Carvalho volta ao ataque: "Estão a meter-se com 3,5 milhões de pessoas"

Logótipo de O Jogo O Jogo 02/04/2017 Rui Trombinhas
© Fornecido por O jogo

Presidente do Sporting reafirma boicote aos estádios, mas sublinha que vai continuar a representar o clube

Bruno de Carvalho está de partida para Angola, onde vai inaugurar uma nova Academia, mas não viajou sem explicar ao sócios que não estará presente em Arouca nem em qualquer outro estádio nos próximos tempos. "Não voltarei a frequentar qualquer estádio onde jogue a nossa equipa principal enquanto estiver castigado. Já o disse várias vezes: sempre que for castigado com razão, e já o assumi quando isso aconteceu, acatarei o castigo (na vertente meramente desportiva) e irei aos estádios. Sempre que os mesmos forem infundados e sem qualquer razão, (como tantos e que mais tarde - mas sempre depois de ter cumprido o "castigo" - me foi dada razão), não estarei presente."

O presidente do Sporting sublinhou que passou o sábado em representação do clube, a assistir a jogos da equipa de sub19 e também de andebol e que nada lhe tirará esse direito. "Nenhum escuteiro-mirim me vai calar e nenhum escuteiro-mirim, telecomandado, vai travar o rumo do Sporting Clube de Portugal! Não se estão a meter com uma pessoa que vos enfrenta sem medo, diz as verdades (mesmo as inconvenientes) e não tem telhados de vidro. Estão a meter-se com mais de 3 milhões e meio de pessoas que têm direito à sua indignação e a estarem cada vez mais revoltadas com o anti-sportinguismo primário que se vive."

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon