Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Bruno: depois da prisão, o sonho da seleção brasileira

Logótipo de O Jogo O Jogo 14/03/2017 João Cardoso
© Fornecido por O jogo

Guarda-redes assinou pelo Boa Esporte, do Brasil, depois de ter saído da prisão em liberdade condicional

Seis anos depois de ter sido detido pelo homicídio e ocultação de cadáver da modelo brasileira Eliza Samudio (com quem foi casado e teve um filho), Bruno Fernandes está de regresso aos relvados e já sonha em representar a seleção do Brasil.

"Vou dar o melhor que tenho. Vou dedicar-me ao máximo. Vou deixar que a convocatória apareça de forma natural", começou por dizer, em conferência de imprensa.

Bruno Fernandes foi condenado a 22 anos de prisão, em 2010, mas saiu em liberdade condicional em fevereiro de 2017. Apesar da contestação de que tem sido alvo - vários patrocinadores rasgaram contrato com o Boa Esporte após o anúncio da contratação do atleta -, o guarda-redes garante que está pronto para começar a trabalhar e agradece a oportunidade ao emblema brasileiro.

"A responsabilidade é grande. Se falho, vão cair em cima de mim. Se não falhar, a contestação vai existir na mesma. Deus vai guiar os meus passos. Tenho de confiar em mim", acrescentou.

"Estou muito feliz pela oportunidade. Estou a preparar-me para isto há anos. As pessoas falam de mim pelo que aconteceu no passado, mas o Boa Esporte abriu-me as portas", rematou.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon