Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Buffon: "Incidentes em Turim foram tristeza ainda maior"

Logótipo de O Jogo O Jogo 05/06/2017 João Cardoso
© Fornecido por O jogo

O guarda-redes da Juventus Gianluigi Buffon disse esta segunda-feira que os incidentes em Turim com adeptos da 'Juve', que provocaram mais de 1.500 feridos, foi "uma tristeza adicional" à derrota na final da Liga dos Campeões.

No sábado, uma debandada de adeptos, na praça São Carlos, em Turim, provocada por um falso alarme durante a final da 'Champions', provocou 1.527 feridos.

"É muito feio, até porque, no início, não nos tínhamos apercebido de nada. Há uma grande deceção, uma tristeza adicional, infelizmente", comentou Buffon aos jornalistas quando entrava para o estágio da seleção italiana, em Florença, Itália.

O acidente ocorreu quando os adeptos procuraram fugir, após um falso alarme, precipitando-se sobre uma barreira de proteção de uma escada de acesso a um parque subterrâneo, que cedeu.

Os feridos mais graves foram hospitalizados em Turim, enquanto a maioria das vítimas sofreu ferimentos ligeiros e dirigiu-se a vários hospitais da cidade italiana e dos arredores para receber assistência médica, noticiaram os meios de comunicação locais.

Os adeptos estavam na praça de São Carlos a seguir o jogo, em que a Juventus, equipa da cidade, foi derrotada por 4-1 pelo Real Madrid, que conquistou a sua 12.ª Liga dos Campeões.

O encontro foi disputado em Cardiff e no qual Cristiano Ronaldo marcou dois golos, bisando aos 20 e 64 minutos.

Com este triunfo, o Real Madrid tornou-se na primeira equipa a conquistar a prova em dois anos consecutivos desde que a prova se passou a chamar Liga dos Campeões, em 1992/93.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon