Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Câmara de Alvito requalifica espaços públicos de zonas desfavorecidas

Logótipo de O Jogo O Jogo 26/07/2017 Administrator

A Câmara de Alvito, no distrito de Beja, vai investir 325 mil euros em obras para requalificar espaços públicos de três zonas desfavorecidas do concelho, disse hoje à agência Lusa o presidente do município.

"As obras são importantes, porque vão permitir a requalificação de três zonas do concelho com alguns sinais evidentes de degradação", duas em Alvito e uma em Vila Nova da Baronia, explicou António Valério.

Segundo o autarca, as zonas desfavorecidas, situados junto a bairros sociais, "precisam de ser requalificadas, também numa perspetiva de melhorar a integração das comunidades que lá vivem".

Trata-se da requalificação do jardim do Pula, um parque de recreio e lazer situado junto ao bairro Padre Américo, e de um espaço público situado entre aquele e o bairro da Tapada do Lucas, em Alvito, além do espaço público verde envolvente ao bairro da Casa do Povo de Vila Nova da Baronia.

As obras integram-se no Plano de Ação Integrado para as Comunidades Desfavorecidas (PAICD) de Alvito, que o município candidatou e foi aprovado para ser cofinanciado em 275 mil euros por fundos comunitários, através do Programa Operacional Regional Alentejo 2020, e em 50 mil euros pela autarquia.

Atualmente, estão a ser feitos os projetos de execução e depois serão lançados os concursos públicos para a realização das obras, que deverão arrancar em 2018, disse o autarca.

Segundo António Valério, o município tinha incluído no PAICD as obras de reabilitação do edifício da Escola Conde Ferreira, em Alvito, e da Casa do Povo de Vila Nova da Baronia, para atividades e serviços de âmbito social, "mas não foram consideradas", porque já estão incluídas no Plano de Ação de Regeneração Urbana (PARU).

De acordo com informação prestada à Câmara de Alvito pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo, no âmbito do Alentejo 2020, "irá haver mais disponibilidade financeira para os PARU e, nessa altura, os investimentos previstos para a Escola Conde Ferreira e a Casa do Povo de Vila Nova da Baronia serão considerados e integrados no PARU de Alvito", disse o autarca.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon