Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Câmara de Bissau vai reconstruir histórico Mercado Central de Bissau

Logótipo de O Jogo O Jogo 08/08/2017 Administrator

O presidente da Câmara de Bissau, Baltazar Cardoso, assinou hoje com uma instituição bancária da Guiné-Bissau o financiamento para reconstruir o histórico Mercado Central da capital guineense.

"É um dia histórico. Vamos assinar um memorando de financiamento para a construção do mercado central de Bissau", afirmou o presidente da Câmara de Bissau, durante a cerimónia que contou com a presença do ministro das Finanças guineense, João Fadiá, e do presidente do Banco da África Ocidental, Rómulo Pires.

Baltazar Cardoso recordou que os "feirantes passaram momentos difíceis", mas que hoje se vai dar início a uma "nova era" com a reconstrução do mercado.

Construído na época colonial, o mercado foi destruído pela primeira vez durante a guerra civil em 1998, tendo sido reabilitado em 1999.

Em 2005, um incêndio destruiu por completo aquele mercado, desalojando centenas de feirantes que se espalharam pelos passeios no centro da cidade para continuar a sua atividade.

"Penso que vamos voltar a falar daqui a um ano na inauguração", disse o presidente da autarquia.

A obra, orçada em 1,8 mil milhões de francos cfa (cerca de 2,7 milhões de euros), vai ser construída pela empresa luso-guineense Ascom.

O ministro das Finanças explicou que foi dado aval à obra, porque as receitas que vão ser produzidas pelo aluguer de espaços no novo edifício vão permitir financiar a dívida.

"É uma operação simples, com uma engenharia financeira simples", explicou o ministro.

No provisório mercado, instalado a algumas centenas de metros, a vendedora Quinta Rodrigues saudou a decisão da autarquia e lembrou que os vendedores têm "passado muito" mal nos últimos anos sem água, sem luz e sem condições.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon