Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Câmara de Lisboa avança com obras no edificado afetado por explosão de gás em Alfama

Logótipo de O Jogo O Jogo 14/08/2017 Administrator

A Câmara de Lisboa vai acionar os mecanismos para proceder "de forma imediata" às obras no edificado afetado pela explosão de gás que ocorreu num prédio em Alfama, afirmou hoje o vereador da Segurança e da Proteção Civil.

"Tivemos o cuidado de verificar a questão dos proprietários e, dadas as dificuldades existentes, tivemos o cuidado de responder, de forma imediata, a esta situação, que carece de uma intervenção célere", declarou o autarca Carlos Castro, em declarações aos jornalistas no local do incidente.

Neste sentido, a Câmara de Lisboa já está a acionar os mecanismos para "começar tão breve quanto possível a intervenção neste edificado".

Segundo o vereador da Segurança e da Proteção Civil, a explosão que ocorreu no domingo no número 59A da Rua dos Remédios afetou ainda o prédio vizinho do número 65, pelo que os moradores destes dois prédios só vão poder regressar às habitações quando for feita a intervenção.

No número 59A há o risco de queda da fachada. Já o número 65 sofreu com a projeção da explosão e está a suportar um "peso forte na estrutura", em que "parte do telhado foi danificada".

Além destes dois prédios, o número 62 também sofreu com a explosão, mas não de forma grave, pelo que os moradores já podem regressar às habitações, avançou o autarca.

A Rua dos Remédios foi cortada ao trânsito e vai continuar "interdita o tempo necessário para que decorra intervenção e o restabelecimento da normalidade".

"Não iremos abrir a rua sem estar garantida a segurança das pessoas", declarou o autarca.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon