Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Câmara de Santo Tirso decide criar figura do provedor do ambiente

Logótipo de O Jogo O Jogo 16/08/2017 Administrator

A câmara de Santo Tirso vai criar o provedor do ambiente, bem como "brigadas verdes" nas freguesias, e tentar recuperar a figura de "guarda-rios", enumerou hoje o presidente da câmara local, Joaquim Couto.

"Temos o sonho de dotar o município de infraestruturas verdes, recuperar os recursos de água e melhorar os espaços públicos, dando-lhes qualidade. Alguns dos planos foram executados no passado mas vamos melhorá-los e acrescentar-lhes valor. Outros projetos estão em curso e outros planeados", descreveu o autarca que falava na apresentação do Plano Municipal de Ambiente.

Em causa está um dossier com medidas que correspondem a três eixos de intervenção: mobilidade, sustentabilidade do território e energias renováveis.

No campo da mobilidade destaca-se o projeto de construir 20 quilómetros de ciclovias ou a criação de uma rede de transportes intermunicipal unindo Santo Tirso, à Trofa, Vila Nova de Famalicão, Guimarães e Vizela.

Soma-se a aquisição de dez viaturas elétricas até 2020 e a instalação de cinco postos de abastecimento elétrico no concelho.

Já o segundo eixo inclui medidas para parques verdes e sobre a despoluição dos rios, tendo Couto adiantado que "se a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) quiser avançar, existem condições para dragar o rio Ave com o objetivo de o despoluir", sendo que a despoluição é algo que também quer ver em prática em outros caudais como o de Vizela, Sanguinhedo e Leça.

"A dragagem do rio pelo menos desde a ponte até ao parque da Rabada é possível, queira-o a APA. Já o queríamos ter feito e 2017 e esperamos fazê-lo em 2018. É possível e indispensável. Trata-se de limpar o fundo porque as águas até estão limpas, mas o fundo tem lixo", disse o autarca.

A câmara de Santo Tirso também prevê a criação do provedor do ambiente, bem como de "brigadas verdes" que terão como missão "envolver os cidadãos na defesa ativa do meio ambiente", somando-se a recuperação da figura do "guarda-rios" para realizar ações de fiscalização.

Neste capítulo, são projetos intermunicipais, a criação do trilho do rio Vizela e a valorização do rio Leça.

Em matéria de energias renováveis, Santo Tirso, distrito do Porto, propõe-se substituir 14 mil luminárias por tecnologia led, poupando cerca de 190 mil euros/ano.

Os ecopontos e oleões serão modernizados e a aumentados e serão dinamizadas ações de promoção da educação ambiental.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon