Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Câmara do Funchal faz investimento de 1,2 ME na renovação de equipamentos de limpeza

Logótipo de O Jogo O Jogo 06/09/2017 Administrator

A Câmara Municipal do Funchal vai investir cerca de 1,2 milhões de euros na renovação dos equipamentos de limpeza urbana e recolha de lixo, anunciou hoje o presidente da autarquia, Paulo Cafôfo.

"Isto é um investimento nos próximos tempos (...) serão 1,2 milhão de euros numa requalificação do nosso equipamento da frota da Câmara Municipal para termos uma cidade mais limpa", afirmou o responsável da principal autarquia da Região Autónoma da Madeira.

A Câmara Municipal do Funchal é governada desde 2013 pela coligação Mudança, eleita na altura com o apoio do PS, BE, MPT, PTP, PND e PAN.

Paulo Cafôfo falava aos jornalistas na apresentação de vários equipamentos que foram adquiridos pelo município, realçando como inovação um destinado à monda hermética das ervas prejudiciais.

"Nós, desde o ano passado, que não utilizamos o glifosato ou qualquer substância herbicida na monda da cidade, temos utilizado a monda manual ou mecânica", salientou.

Por isso, acrescentou que esta é "uma nova máquina, que é uma inovação que é uma monda térmica, ou seja, através do vapor queima a ervas e as sementes", complementando tratar-se de uma "primeira experiência que está a ser introduzida no Funchal, numa cidade que se quer ambientalmente exemplar".

Além desta máquina, a autarquia funchalense também adquiriu quatro aspiradores para a limpeza urbana, sendo dois elétricos e dois a gasóleo, "que vêm substituir as tradicionais vassouras e são de uma maior eficácia" e vão contribuir para o Funchal ser "uma cidade mais limpa e bem cuidada", adiantou.

Paulo Cafôfo destacou ainda um outro veículo de recolha de resíduos indiferenciados, um "4x4, com 2 metros cúbicos", realçando ser um equipamento "muito importante não só nas zonas altas da cidade, mas também nas zonas estreitas, onde há uma enorme dificuldade por vezes dos conhecidos carros do lixo poderem aceder às habitações ou aos núcleos habitacionais", devido à difícil orografia do Funchal.

Estes equipamentos representaram um investimento na ordem dos 120 mil euros, mencionou.

"Mas temos já em fase final de aquisição outros equipamentos", anunciou o presidente da Câmara do Funchal, enunciando estar previsto o reforço da frota com duas viaturas que podem transportar dois tipos de resíduos e a implementação das ilhas ecológicas, estando previsto que as primeiras seis sejam colocadas em pontos estratégicos da cidade.

Sobre estas ilhas, referiu que "já existem nalgumas cidades", consistindo em contentores que em vez de estarem à superfície estão enterrados, sendo necessária a aquisição de um "veículo próprio, com um gancho para poderem ser extraídos e o lixo retirado e tratado".

Paulo Cafôfo destacou a importância da colaboração da população, "não sujando", e a responsabilidade da autarquia para conseguir que o Funchal mantenha a imagem de uma cidade "que é tida como exemplar em termos de aspeto e limpeza".

No seu entender, este aspeto é ainda mais importante "quando a cidade tem um aumento do turismo, uma maior pressão e fluxo de pessoas na cidade e isso tem de corresponder a um acréscimo, seja em termos dos nossos colaboradores da câmara, mas também em termos de equipamentos".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon