Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Cabo Verde: o 12º título do Sporting da Praia

Logótipo de O Jogo O Jogo 27/08/2017 Hugo Monteiro

Sporting da Praia conquistou o 12.º título de campeão de Cabo Verde em futebol da sua história.

O Sporting da Praia conquistou o 12.º título de campeão de Cabo Verde em futebol da sua história, ao vencer a Ultramarina de São Nicolau, por 3-2, na finalíssima do campeonato nacional.

No jogo decisivo, os golos do Sporting, treinado pelo antigo internacional cabo-verdiano Lito Aguiar, foram apontados por Nito, na primeira parte, e por Sandey, que 'bisou', no segundo tempo, enquanto a Ultramarina reduziu por Adir e Augusto.

O Sporting da Praia, que jogou boa parte da partida reduzido a 10 jogadores, devido à expulsão do guarda-redes Kelvy, aos 28 minutos, somou esta vitória à conquistada há uma semana por 2-1 em São Nicolau, em jogo da primeira mão da final.

Esta foi a terceira final do campeonato de Cabo Verde para a Ultramarina, que ainda procura o seu primeiro título de campeão.

Já o Sporting da Praia, conquistou o seu 12.º troféu de campeão nacional, o 10.º após a independência do país, conseguida em 1975.

Os campeões regionais de Santiago Sul cimentam também o estatuto de segunda equipa mais titulada de Cabo Verde, atrás do Mindelense, que conta com 19 campeonatos no seu historial.

O Sporting da Praia chegou à final após eliminar a Académica do Porto Novo, enquanto a Ultramarina beneficiou da eliminação polémica do Mindelense, que não conseguiu reunir jogadores suficientes para se deslocar a São Nicolau para realizar o jogo.

© Reprodução/Facebook

O jogo seria repetido em agosto por não ter sido disputado em junho, porque depois, de dois adiamentos, na terceira data prevista, não apareceram as chaves para abrir os portões do estádio em São Nicolau.

Entretanto, mesmo sem se realizar o jogo da primeira mão em São Nicolau, a federação cabo-verdiana marcou o da segunda mão em São Vicente, em que a Ultramarina venceu o Mindelense por 2-0.

Ninguém foi penalizado, e mais de um mês depois a federação anulou o jogo e mandou repetir a eliminatória, mas o Mindelense não conseguiu reunir o número suficiente de jogadores para viajar para São Nicolau e não compareceu ao jogo.

Os campeões de São Vicente foram penalizados com derrota, multa de 136 euros, eliminação e consequente apuramento da Ultramarina para a final.

Após a polémica, as associações regionais "forçaram" uma assembleia geral, na qual o presidente federativo Vítor Osório foi destituído do cargo.

Serão agora realizadas eleições antecipadas no dia 30 de setembro, que serão preparadas por uma comissão de gestão, liderada pelo presidente da Associação Regional de Santiago Sul, Mário Avelino.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon