Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Cada vez mais mulheres embriagadas intercetadas nas estradas do centro de Moçambique

Logótipo de O Jogo O Jogo 11/09/2017 Administrator

O número de mulheres embriagadas intercetadas nas operações da polícia de trânsito de Moçambique na região central de Manica cresceu substancialmente, disse hoje fonte policial.

Numa operação conjunta da polícia e do Instituto Nacional dos Transportes Terrestres (Inatter) em Chimoio, durante o último fim de semana, dos 15 condutores com álcool, 11 eram mulheres, disse Elsidia Filipe, porta-voz do Comando da Polícia de Manica, em conferência de imprensa.

O limite legal para condutores particulares em Moçambique é de 0,16 gramas por litro de sangue, havendo mesmo tolerância zero para condução com álcool ao volante de transportes públicos.

No caso, as mulheres conduziam viaturas particulares e tinham valores acima do limite legal e até 0,38 gramas de álcool, referiu.

Segundo a mesma fonte, este fim-de-semana foi apenas um exemplo, porque o aumento tem sido recorrente nas estradas da região e na via que liga o porto da Beira aos países africanos do interior e que atravessa Manica.

"Temos campanhas de sensibilização em curso" disse Elsidia Filipe, sublinhando que a condução sob efeito de álcool está entre as principais causas de acidentes de viação na província.

Entre janeiro e junho, 515 pessoas morreram e 1.556 ficaram feridas devido a 775 acidentes de viação nas estradas de Moçambique, de acordo com dados oficiais.

Segundo os mesmos dados, os acidentes de viação causam um prejuízo anual em todo o país calculado em 46 milhões de euros.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon