Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Caldas da Rainha investe na construção de novo teatro virado para o futuro

Logótipo de O Jogo O Jogo 18/07/2017 Administrator

Caldas da Rainha, Leiria, 18 jul (Lusa)- A Câmara das Caldas da Rainha aprovou lançar concurso para a construção de um novo teatro, um projeto de 1,5 milhões de euros, único em Portugal, face à versatilidade que o espaço arquitetónico oferece à encenação das peças.

O diretor e encenador do Teatro da Rainha, Fernando Mora Ramos, disse hoje à agência Lusa que "não há nada semelhante [a este teatro] no país", tornando-o num "teatro contemporâneo".

De autoria de Nuno Lopes, o projeto arquitetónico está alicerçado na versatilidade física e acústica do espaço, que faz dele um "pequeno laboratório de criação", na encenação das peças e na mudança da relação ente atores e espetadores.

Segundo o encenador, de qualquer ponto do espaço se pode desenvolver uma cena e organizar os espetadores.

Além dos múltiplos palcos interiores, o projeto contempla um auditório a ar livre.

Com o novo teatro, a companhia vai entrar "num novo ciclo de vida", defendeu o encenador.

A proposta de lançamento do concurso público foi aprovada, por unanimidade, na reunião de segunda-feira do executivo municipal.

"É importante que, ao fim de 27 anos, o Teatro da Rainha possa vir a ter um espaço próprio, e é importante também para Caldas da Rainha, porque é uma cidade ligada às artes, tem uma escola superior com o curso de teatro e há a necessidade de ter uma companhia profissional", justificou a vereadora da Cultura, Maria da Conceição Pereira, à agência Lusa.

Há dez anos que a companhia lutava para ter um teatro. A ocupar instalações da Escola de Turismo e Hotelaria, o atual espaço "é adaptado, não tem bastidores e cria limitações na escolha das peças a encenar e à criatividade artística", explicou à Lusa o diretor e encenador do Teatro da Rainha, Fernando Mora Ramos.

Ambos sublinharam que, com o novo teatro, a companhia pode explorar a vertente formativa e receber estágios de alunos de teatro.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon