Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Calvário de Grimaldo supera um campeonato

Logótipo de O Jogo O Jogo 04/09/2017 Ana Proença

Desde que chegou à Luz, já falhou 36 jogos em 87 possíveis, equivalente a 41,4% do total

© Tony Dias/Global Imagens

Ausente das opções de Rui Vitória desde que se lesionou na Supertaça, frente ao V. Guimarães, Grimaldo tem passado por um autêntico calvário desde que chegou à Luz, em janeiro de 2016. De tal forma que, das 87 partidas realizadas pelo Benfica durante este período, o lateral-esquerdo esteve indisponível em 36 (32 em 2016/17, em 54 jogos, e mais quatro este ano), número que supera o equivalente a uma liga - perdeu um total de 3272 minutos e um campeonato com 34 jornadas tem um total de 3060". Ou seja, esteve indisponível em 41,4 por cento dos desafios.

Contratado por 1,5 milhões de euros ao Barcelona, o defesa, até então capitão da formação secundária dos catalães, demorou a afirmar-se nas opções de Rui Vitória, passando por um período de adaptação, no qual, curiosamente, nunca sofreu quaisquer problemas físicos. Acabando 2015/16 já nas contas do técnico, Grimaldo arrancou a última época no onze e, face às boas exibições, não mais saiu da equipa... por opção. Isto porque os problemas físicos apresentados levaram-no a um longo período de fora. Afastado a partir de novembro devido a um estiramento na parede abdominal, o lateral-esquerdo teve mesmo de ser operado, acabando por ficar cinco meses longe da competição.

O defesa regressou na máxima força da cirurgia e terminou 2016/17 novamente como peça fulcral de Rui Vitória, mas voltou a ser baixa já no arranque da nova época. Isto porque uma lesão muscular tirou-o do Europeu de sub-21, realizado na Polónia, afastando-o ainda de grande parte da pré-temporada. Recuperado, saiu, porém, lesionado no primeiro desafio oficial de 2017/18, com novas queixas musculares.

Próximo de Grimaldo - que falhou 23 jogos na Liga, quatro na Champions, quatro na Taça da Liga e cinco na Taça de Portugal - na lista dos principais indisponíveis de Rui Vitória só Salvio. O extremo, também ele baixa na última partida, com o Rio Ave, esteve ausente em 36,9 por cento das partidas. A fechar este pódio indesejado pelas águias estão Luisão e Fejsa, ambos ausentes em 27 por cento dos jogos da era Rui Vitória.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon