Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

"Caminhos da Água" com 30 eventos culturais de quinta a domingo no Médio Tejo

Logótipo de O Jogo O Jogo 11/07/2017 Administrator

Cerca de 30 eventos de música, dança, teatro e novo circo vão acontecer, de quinta-feira a domingo, em sete concelhos do Médio Tejo, onde a água é o elemento dominante.

"Caminhos da Água" é o tema da segunda etapa do projeto cultural "Caminhos", iniciado em abril com o objetivo de "ligar pessoas, cultura e património" com uma programação itinerante, a acontecer em três momentos do ano, durante três anos, no território constituído pelos 13 concelhos que fazem parte da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (11 do distrito de Santarém e dois do de Castelo Branco).

A programação de julho vai passar por lugares como o lago de Dornes e pela gruta de Avecasta, em Ferreira do Zêzere, pela praia fluvial do Penedo Furado, em Vila de Rei, e outros lugares com cursos de água em Abrantes, Alcanena, Constância, Mação e Sertã.

Tiago Correia traçou um percurso artístico "AudioWalk" que desafia os visitantes a circular de auscultadores nos ouvidos pelo lago de Dornes (com sessões diárias às 10:00 e às 16:00), enquanto na gruta de Avecasta, "cenário de enorme beleza", se irão "reinventar", no sábado às 17:30, os sons tradicionais portugueses recolhidos por Michel Giacometti e Fernando Lopes Graça, na voz e guitarra dos Lavoisier.

O grupo Lama representará a peça de teatro "Carripana", na sexta-feira, às 18:30, na praia fluvial do Penedo Furado, em Vila de Rei, enquanto Capicua e Pedro Geraldes levam o espetáculo único "Mão Verde" à Sertã, no sábado, às 17:30, "para falar de ecologia ao público infantil e suas famílias", acrescenta.

"Batida e Birds Are Indie, a magia das palavras do poeta Paulo Condessa e da atriz Marina Palácio, ou os movimentos inesquecíveis na dança, que se espalhará pelas cidades, nos espetáculos Human Brush e Baile dos Candeeiros" são algumas das "surpresas" agendadas para quem se "aventurar", nos próximos dias numa visita ao Médio Tejo, afirma a nota.

"Seja qual for o caminho seguido, certo é que todos, desde os artistas aos habitantes das aldeias, aos turistas que chegam para os ver e ouvir, estarão envolvidos numa experiência única", acrescenta.

Esta iniciativa da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIMT) é comissariada por Elisabete Paiva, Luís Ferreira e Ricardo Alves, numa lógica de "convergência da arte com os monumentos e espaços culturais nos percursos delineados", e do público, com artistas nacionais e internacionais, nos espetáculos.

Sob o mote "Médio Tejo - Uma região a caminho", a rede 'Caminhos' "integra três roteiros de formação e animação cultural associados a elementos que unem a região internamente e fortalecem a sua ligação ao mundo", disse Luís Ferreira à Lusa quando o projeto foi lançado, em março último.

Partindo de caminhos que permitem a travessia e ligam o território -- as linhas férreas, o leito dos rios e as estradas --, o projeto, que deu destaque, no primeiro momento, "caminho-de-ferro" (abril), à dança, realça agora, no "caminho da água" (julho), a música, e terá o teatro como tema central em outubro (de 10 a 15), no "caminho da pedra".

"São três grandes caminhos, três ciclos de programação em cada ano, que se desenham sobre três vias de acesso que afirmam o Médio Tejo, não apenas como lugar de enorme valor patrimonial, mas como património acessível para ser vivido", sublinhou Luís Ferreira.

O projeto está integrado na aposta da CIMT ao turismo, como uma das áreas chave para o desenvolvimento da região, não só pela atração de visitantes como pelo "apetrechamento" e "capacitação" das comunidades "para as práticas culturais no futuro", disse.

A iniciativa foi "idealizada com a consciência de que o património não tem alma sem as pessoas, e que os caminhos são feitos por quem os percorre e se cruza com as paisagens, os monumentos, os espaços culturais, as casas, as praças, as ruas", afirma a nota.

Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Sertã, Tomar, Torres Novas, Vila de Rei e Vila Nova da Barquinha são os treze concelhos que compõem a CIMT.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon