Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Campanha de caju de 2017 foi das melhores para os agricultores guineenses

Logótipo de O Jogo O Jogo 20/07/2017 Administrator

O presidente da Associação Nacional dos Agricultores da Guiné-Bissau, Jaime Boles Gomes, disse hoje que a campanha de caju deste ano foi uma das melhores para os agricultores do país.

Segundo Jaime Boles Gomes, o preço do quilograma da castanha de caju começou nos 500 francos CFA (0,76 euros) e houve agricultores que conseguiram vender a 1.050 e 1.100 francos CFA (cerca de 1,6 euros).

"Este ano houve uma grande procura de castanha de caju a nível mundial e isso fez com que o preço da castanha subisse", explicou o presidente da associação dos agricultores guineenses.

Outro facto para o aumento do preço está relacionado com a qualidade da castanha de caju da Guiné-Bissau, considerada uma das melhores do mundo.

"Se na Costa do Marfim o preço for de 440 francos CFA (cerca de 0,67 euros), nós conseguimos iniciar com 500 francos CFA (cerca de 0,76 euros) por uma razão muito simples, em termos de qualidade, a castanha de caju da Guiné-Bissau é melhor", sublinhou.

Jaime Boles Gomes destacou também que a intervenção do Presidente guineense, José Mário Vaz, também fez "esticar" o preço até aos 1.000 francos CFA (cerca de 1,5 euros).

Questionado sobre a quantidade de castanha de caju produzida este ano, o responsável disse que por falta de meios é impossível recolher os dados do volume produzido por secção, mas que o Governo espera 200 mil toneladas.

Em 2016, a Guiné-Bissau exportou 180 mil toneladas de castanha de caju.

O Boletim Agro-Hidro-Meteorológico relativo aos meses de maio e junho deste ano, citado pela agência de notícias guineense, refere que a "boa campanha de comercialização da castanha de caju dez aumentar o poder de compra dos camponeses".

A campanha de caju teve início a 31 de março e deverá terminar em setembro.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon