Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

CAN passa a ser no verão e com mais seleções

Logótipo de O Jogo O Jogo 20/07/2017 Alcides Freire
Football Soccer - African Cup of Nations - Final - Egypt v Cameroon - Stade d'Angondjé - Libreville Gabon - 5/2/17 Cameroon's Benjamin Moukandjo celebrates with the trophy and teammates after winning the African Cup of Nations Reuters / Mike Hutchings Livepic - RTX2ZQIR © [[[[[[[[[[[[[[[Reuters Staff]]]]]]]]]]]]]]] Football Soccer - African Cup of Nations - Final - Egypt v Cameroon - Stade d'Angondjé - Libreville Gabon - 5/2/17 Cameroon's Benjamin Moukandjo celebrates with the trophy and teammates after winning the African Cup of Nations Reuters / Mike Hutchings Livepic - RTX2ZQIR

A passagem a 24 clubes vai limitar as possibilidades de alguns países acolherem a competição

A Taça das Nações Africanas (CAN) vai passar de 16 para 24 seleções e muda para os meses de junho e julho, a partir da edição de 2019, anunciou a Confederação Africana de Futebol (CAF).

Em Rabat, Marrocos, a CAF aumentou, assim, em oito o número de participantes em casa fase final e retirou a competição dos meses de janeiro e fevereiro, algo que desagradava aos clubes europeus, que, a meio das suas temporadas, eram obrigados a dispensar os seus jogadores aos conjuntos de África.

Trata-se da primeira medida de peso do 'reinado' de Ahmad Ahmad, eleito, de forma surpreendente, presidente da CAF em março último, com promessas de reformular o futebol no continente.

A passagem a 24 clubes vai limitar as possibilidades de alguns países acolherem a competição, já que serão necessários um mínimo de seis estádios e não apenas de quatro, um desafio para os Camarões, que organizam a fase final em 2019.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon