Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Capacidade de financiamento da economia portuguesa melhora no 1º. trimestre - BdP

Logótipo de O Jogo O Jogo 13/07/2017 Administrator

A capacidade de financiamento da economia portuguesa aumentou 0,4 pontos percentuais para 1,9% do PIB, no primeiro trimestre deste ano, face ao anterior, segundo dados hoje divulgados pelo Banco de Portugal (BdP).

Segundo as contas nacionais financeiras do primeiro trimestre de 2017, a capacidade de financiamento da economia "refletiu a poupança financeira das sociedades financeiras, das sociedades não financeiras e dos particulares (respetivamente de 2,2%, 0,9% e 0,5% do PIB [Produto Interno Bruto])".

Esta poupança foi, segundo os dados do BdP, "mais do que suficiente" para satisfazer a necessidade de financiamento das administrações públicas, que totalizou 1,7% do PIB.

O registo nas contas nacionais financeiras da operação de recapitalização da Caixa Geral de Depósitos, ocorrida neste trimestre, não teve, por sua vez, impacto na capacidade e na necessidade de financiamento das sociedades financeiras e das administrações públicas, respetivamente.

A decisão final sobre o registo desta operação nas contas nacionais financeiras, que ainda está em análise, terá de ser tomada até março de 2018, aquando da transmissão pelo INE ao Eurostat da primeira notificação do Procedimento dos Défices Excessivos relativa a 2017, sinaliza.

De acordo com os dados, apesar da poupança financeira positiva observada naqueles três setores, apenas as sociedades não financeiras apresentaram um aumento homólogo dos ativos financeiros líquidos, de 4,6 pontos percentuais do PIB.

Para a evolução da riqueza financeira contribuíram também as variações nos preços dos ativos financeiros e dos passivos e as outras variações.

No final do primeiro trimestre de 2017, refere, a economia portuguesa tinha uma posição financeira líquida face ao resto do mundo de -104% do PIB, superior aos -105,1% do PIB registados no final do trimestre anterior e mantendo-se, assim, a tendência de melhoria observada desde o início de 2015.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon