Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Caparica: Basquetebolista do Benfica protegeu pilotos da ira dos populares

Logótipo de O Jogo O Jogo 02/08/2017 Rui Trombinhas
© Fornecido por O jogo

Nicolas dos Santos estava no local em que um avião aterrou de emergência, fazendo dois mortos

Foi um dia de praia que Nicolas dos Santos jamais vai recordar. O basquetebolista do Benfica estava na praia de São João, na Costa da Caparica, quando uma avioneta fez uma aterragem de emergência no areal, provocando a morte de duas pessoas.

Piloto e tripulante do avião saíram ilesos, mas tiveram depois de enfrentar a fúria de alguns populares, indignados com que tinha acontecido. Aí valeu o físico de Nicolas, com dois metros de altura, que foi um dos poucos que protegeu quem vinha dentro do avião. ""Estava na praia com a minha mulher e vimos a avioneta a voar de forma estranha, muito baixa, como se estivesse prestes a cair... e vimos mesmo a avioneta a cair na praia e a embater no homem e na menina. Foi muito complicado, viveram-se momentos de muito medo e aflição. A minha mulher correu para junto da criança e não conseguia parar de chorar... porque assistiu a tudo e à aflição da mãe abraçada à filha. Foi horrível! Eu corri para ajudar o nadador salvador, pois havia cada vez mais pessoas a chegar à praia e queriam bater no piloto da avioneta e no tripulante, também eles cheios de medo. Eu meti-me no meio para tentar evitar que acontecesse outra tragédia. Quis ajudar. A solução não era bater, era manter a calma e esperar que as autoridades, a polícia e a ajuda médica de emergência chegassem. Manter a calma era o mais importante no momento", declarou o atleta ao site do Benfica.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon