Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Carlos Pereira: "Nunca receei a descida de divisão"

Logótipo de O Jogo O Jogo 09/04/2017 Ana Proença

O Marítimo começou muito mal a época, mas hoje respira saúde, desportiva e financeira. Há 40 anos que subiu ao que hoje é a I Liga e nunca mais saiu. Metade deles com Carlos Pereira no comando, que deu uma longa entrevista a JOGO.

© Hélder Santos/Aspress

Ao 64 anos anos, Carlos Pereira é um presidente orgulhoso. Numa longa entrevista a O JOGO, no homem que há 20 anos dirige o Marítimo percebe-se até alguma vaidade. Aqui confessa sonhos, objetivos e sai ao ataque da Liga e de quase inimigos de estimação, como são Nacional e U. Madeira...

Foi um erro ter contratado PC Gusmão?

-Admito que sim. Em relação à pessoa que eu conheci, com quem conversei muitas vezes, admito que não teve o efeito que idealizei. Tem um passado de vitórias no Cruzeiro, foi campeão. O facto de não ter sido reconhecido em Portugal o seu status quo de top ten no Brasil mexeu com ele de uma forma dramática. Trouxe algumas coisas novas, outras boas, mas não se adaptou.

LEIA NA ÍNTEGRA NA EDIÇÃO E-PAPER E IMPRESSA DE O JOGO

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon