Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Carlos Queiroz: "Estamos com as pessoas de Manchester"

Logótipo de O Jogo O Jogo 23/05/2017 Hugo Monteiro
© ABEDIN TAHERKENAREH/EPA

Selecionador iraniano de futebol, o português Carlos Queiroz, solidarizou-se com a população de Manchester, onde coadjuvou Alex Ferguson no United durante cinco temporadas.

O selecionador iraniano de futebol, o português Carlos Queiroz, solidarizou-se com a população de Manchester, onde coadjuvou Alex Ferguson no United durante cinco temporadas, após o atentado que vitimou mortalmente 22 pessoas, na segunda-feira.

"Não posso acreditar nas notícias que chegam da grande cidade de Manchester, onde passei tantos anos e deixei tantos amigos. Rezemos por todos os que morreram, por todos os feridos e pelas famílias afetadas por este sofrimento. Estamos com as pessoas de Manchester", escreveu o técnico, na sua página oficial no Facebook.

Queiroz, de 66, integrou equipa técnica de Ferguson no Manchester United entre 2002/03 e 2007/08, com um interregno em 2004/05, quando comandou o Real Madrid.

Pelo menos 22 pessoas morreram, além do atacante, e 59 ficaram feridas num atentado na Arena de Manchester, no norte da Inglaterra, na segunda-feira, no final de um concerto da cantora Ariana Grande, segundo o balanço mais recente da polícia.

O ataque foi perpetrado por um homem sozinho, disse a primeira-ministra Theresa May, que adiantou que as autoridades já estabeleceram a identidade do atacante, ainda não divulgada.

As autoridades detiveram um homem de 23 anos alegadamente relacionado com o atentado, reivindicado entretanto pelo grupo extremista Estado Islâmico.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon