Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Casa Branca quer Congresso a aprovar 29 mil milhões dólares de ajuda Porto Rico

Logótipo de O Jogo O Jogo 05/10/2017 Administrator

A Casa Branca quer pedir ao Congresso a aprovação de um pacote de 29 mil milhões de dólares (25 mil milhões de euros) para financiar a ajuda à ilha de Porto Rico, devastada por furacões.

Daquele montante, a maior parte (16 mil milhões) destina-se a anular a dívida deste território norte-americano e 12,77 mil milhões a financiar a ajuda de emergência.

"Sabem, eles [Porto Rico] devem muito dinheiro aos vossos amigos de Wall Street e devemos eliminar isso", disse o Presidente norte-americano na estação televisiva Fox News.

Donald Trump deslocou-se à ilha na terça-feira.

Ainda em declarações à Fox, Trump acrescentou: "Vamos fazer alguma coisa. Vamos recolocá-la [à ilha] de pé".

Estas declarações à Fox foram mal recebidas nos mercados financeiros, com a cotação das suas obrigações de dívida pública a cair e as respetivas taxas de juro a subir.

No início de maio, o governador de Porto Rico tinha solicitado que a ilha fosse declarada em situação de falência, para poder reestruturar a sua pesada dívida, estimada em 73 mil milhões de dólares.

Segundo os analistas do gabinete BTIG, "Trump não pode anular a dívida de Porto Rico (porque) a maioria desta é detida por pequenos investidores" e não pelos designados 'fundos abutre'.

(Estes fundos de investimento são de tipo especulativo, apostando em dívidas de qualidade inferior, cujos títulos se vendem a preços baixos, para procurarem depois serem reembolsados a valores superiores).

Aqueles analistas citaram um estudo para avançarem que menos de 25% da dívida da ilha é detida por fundos de investimento especulativo, com o resto a ser detida por particulares, diretamente ou através de fundos de investimento.

Antiga colónia espanhola, Porto Rico tornou-se território norte-americano no fim do século XIX, antes de adquirir um estatuto especial de "Estado livre associado" nos anos 1950.

Antes próspera, a ilha com 3,5 milhões de habitantes iniciou um declínio económico em 2006, com o fim das exonerações fiscais massivas que tinham atraído grandes multinacionais e estimulado a atividade económica.

A recessão económica e a queda de receitas que se seguiram fizeram a sua dívida crescer.

Duas semanas depois da passagem devastadora do furacão Maria de categoria 4, Porto Rico continua a sofrer, com a eletricidade a chegar a apenas 7% da ilha, com mais de nove mil pessoas a viverem em refúgios e apenas 40% dos meios de comunicação restabelecidos. Grande parte dos habitantes continua sem água potável nem combustível.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon