Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Casillas: "Nuno insiste muito na defesa porque o ano passado foi um massacre"

Logótipo de O Jogo O Jogo 31/03/2017 Hugo M. Monteiro
© Ivan Del Val / Global Imagens

Em entrevista ao jornal Marca, o guarda-redes do FC Porto recorda a fase menos boa dos dragões na época passada e explica a melhoria defensiva da equipa

Menos golos sofridos: "Nuno insiste muito no setor defensivo. O ano passado foi um massacre de golos, às vezes nem sabíamos de onde vinham, e este ano trabalhámos muito bem essas ações, sobretudo cantos e livres laterais. A equipa mostra-se muito sólida, Marcano e Felipe estão muito bem e os laterais ajudam bastante. É importante começar a construir de trás".

Rumores que ligam Felipe ao Real Madrid: "Felipe veio do Brasil como o melhor jogador daquele campeonato e o FC Porto depositou muita esperança nele. Está a fazer uma época muito boa, trabalha bem pelo ar, é contundente no choque e sabe que não tem de complicar a vida. Não sou ninguém para dizer se vai jogar numa equipa ou noutra, mas estamos encantados com ele".

Relação com Nuno: "É muito boa. Gosto da sua filosofia, dá a cara, em nenhum momento evita os problemas. Pega no jogador e olha-o nos olhos. Isso é importante quando tens de conviver com 23 ou 24 jogadores. Não era fácil começar com um grupo tão novo e tão jovem mas foi dando pinceladas à equipa. No futebol não se pode pedir tempo e dizer: 'Dá-me um ou dois anos'. Sobretudo devido ao facto de o FC Porto levar já três anos sem títulos. Precisávamos de um treinador como ele e rapidamente se verão resultados".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon