Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Catânia forçado a pagar ao Sporting

Logótipo de O Jogo O Jogo 30/03/2017 Alcides Freire

. O clube da Sicília ainda só liquidou 200 mil euros relativos à transferência de Fito Rinaudo

© Fornecido por O jogo

A Federação Italiana de Futebol impôs estritas regras e condições financeiras aos clubes daquele país para se inscreverem nos diversos escalões, em consonância com a UEFA, encostando o Catânia à parede no sentido de resolver, até ao final desta época, o diferendo que mantém com o Sporting. O clube da Sicília ainda só liquidou 200 mil euros relativos à transferência de Fito Rinaudo, que ocorreu em janeiro de 2014, e cujo valor global ascendeu a 1,6 milhões de euros - devem ainda, portanto, 1,4 milhões. Tal como O JOGO noticiou na edição de sábado passado, as conversações entre os dois clubes para resolver o assunto vão prosseguir nos próximos dias, já em Lisboa, com a chegada do administrador-delegado do Catânia, Pietro Lo Monaco.

"Já pagámos cerca de 20 milhões de débitos e temos a obrigação de não permitir a falência do clube. A única dívida por resolver totalmente é a que temos com o Sporting, de 1,4 milhões de euros, pelo caso Rinaudo, pelo que nos vamos reunir presencialmente para encontrar uma solução", comentou o dirigente aos meios de comunicação italianos.

Legalmente, para se inscrever na próxima edição da Lega PRO (terceira divisão, para onde o Catânia caiu nos últimos anos), os sicilianos têm de ter saldadas as dívidas com transferências internacionais anteriores a 31 de dezembro de 2015, ou, no mínimo, apresentar um acordo de adiamento do pagamento, com respetivas garantias bancárias, para efetivação futura do mesmo.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon