Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Catalunha: CUP diz que convocar eleições antecipadas é "deslealdade" de Puigdemont

Logótipo de O Jogo O Jogo 26/10/2017 Administrator

A CUP (extrema-esquerda independentista) advertiu hoje o presidente do governo catalão, Carles Puigdemont, que convocar eleições regionais antecipadas seria uma "deslealdade" e que o único cenário possível é a declaração da independência e a proclamação da república catalã.

Puigdemont alterou os seus planos e está disposto a convocar eleições no Parlament (parlamento catalão) se o Governo central, liderado por Mariano Rajoy, renunciar à aplicação do artigo 155.º da Constituição, o que dificultaria a possibilidade de uma declaração de independência, segundo fontes do Junts pel Sí (JxSí), que apoia o executivo catalão.

Em declarações no Parlament, o deputado da Candidatura de Unidade Popular (CUP), Carles Riera, acompanhado da também deputada Mireia Boya, alertou contra esta possibilidade.

"O único cenário possível e politicamente positivo para o país não é uma convocatória de eleições, mas sim tornar efetiva a declaração de independência e a proclamação da república", declarou.

Para o deputado separatista, "não obedecer ao resultado de 1-0 [referendo realizado a 01 de outubro na região] e não declarar a independência seria uma deslealdade. Já não à CUP, aos JxSí ou à maioria independentista do Parlament, mas aos mais de dois milhões de pessoas que defenderam mesas eleitorais e que, contra a repressão do Estado, votaram a favor da independência", considerou.

O presidente do governo catalão, Carles Puigdemont, fará uma declaração oficial às 13:30 (menos uma hora em Lisboa), anunciou o executivo regional.

Segundo a agência espanhola EFE, que cita fontes da Generalitat, Puigdemont vai anunciar a realização de eleições regionais antecipadas.

O jornal La Vanguardia indica 20 de dezembro como a data para a realização deste ato eleitoral.

O presidente da Generalitat reuniu-se hoje de manhã com os membros do governo regional e com os deputados do grupo Junts pel Sí, disseram à Efe fontes do executivo catalão.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon