Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

CCDR-N presta homenagem ao ex-presidente Luís Valente de Oliveira

Logótipo de O Jogo O Jogo 01/09/2017 Administrator

O professor Luís Valente de Oliveira, ex-presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), foi hoje homenageado pela instituição, no seu 80.º aniversário, que também contou com a presença do atual presidente Freire de Sousa.

Em dia de celebração para Luís Valente de Oliveira, também ex-Ministro do Planeamento e Administração do Território - pasta que o levou a tutelar as Comissões de Coordenação -, o tributo ao seu trabalho foi sublinhado pela inauguração de uma sala com o seu nome no edifício da CCDR-N e pelo discurso de Freire de Sousa, seguindo-se umas palavras do próprio homenageado.

"Eu represento os que são de fora, mas que de fora puderam observar, conhecer e reconhecer o magnífico trabalho, obra e a marca que imprimiu a esta instituição. Por essa razão, esta direção - e restantes colaboradores - têm muito gosto em ser os herdeiros conjunturais desta situação estrutural", afirmou Freire de Sousa.

O atual dirigente da CCDR-N explicou também que a sala Professor Luís Valente de Oliveira, e as pequenas obras de restauro feitas, "têm hoje uma outra dignidade, consoante com a marca que deixou nesta casa, que é uma marca de motivação e liderança".

Por seu lado, o homenageado ressalvou o trabalho continuado pelas direções seguintes à sua saída, recordou alguns momentos importantes da instituição, como a ajuda à Universidade de Trás os Montes e Alto Douro e a reunião com a primeiro presidente da Galiza, Xerardo Fernandez Albor, e salientou o simbolismo que considera presente na instituição.

"Se me perguntarem o que mais me orgulha no trabalho que aqui foi feito - não foi deliberado, aconteceu por acaso - eu tenho que dizer a Comissão é o berço do maior número de governantes que este país teve, tirando a Faculdade de Coimbra. Foi daqui que partiu sempre esta mística, vontade de servir o país, interesse e empenhamento em pôr o desenvolvimento do país à frente de tudo", revelou o ex-dirigente do Partido Social Democrata.

Luís Valente de Oliveira contou também que, apesar de ter mudado funções, gostou sempre de voltar à CCDR-N, porque era ali que "se estava a definir o que deveria ser o desenvolvimento regional e local", admitindo que está "muito ligado" aquela casa, atribuindo o trabalho ali realizado à sorte.

"Essa sorte que tive devo-a a todos vós. Foi a vossa determinação e o vosso empenhamento que me permite chegar a esta idade satisfeito com aquilo que fui construindo e com recordações que fui acumulando", concluiu.

Além da presidência do CCDR-N e do Ministério do Planeamento de Administração do Território, pasta que assumiu em três governos consecutivos, Luís valente de Oliveira foi também Ministro da Educação e Investigação Científica e Ministro das Obras Públicas, Transportes e Habitação.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon