Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Chefe do Parlamento pede a Maduro que refinancie a dívida externa da Venezuela

Logótipo de O Jogo O Jogo 29/10/2017 Administrator

O presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Julio Borges, pediu hoje ao chefe de Estado, Nicolas Maduro, que refinancie a dívida externa do país para enfrentar a crise económica e a "fome do povo", noticiou a agência EFE.

"Maduro pretende pagar este ano mais de 12 mil milhões de dólares em dívida externa, apesar da crise económica que atinge a Venezuela, com os gastos sociais em 2017 a não chegarem a 40% desse valor", disse o deputado da oposição, citando um comunicado do seu partido "Primeiro Justiça".

A empresa estatal de petróleos da Venezuela (PDVSA) ordenou na sexta-feira o pagamento de 841,88 milhões de dólares aos detentores de títulos de dívida e sublinhou que tem "solvência plena" para honrar os compromissos da dívida.

"Eles cobram e dão de volta, é um ninho de corrupção, eles mesmos são quem tem os títulos de dívida. É uma vergonha que atuem contra os venezuelanos e mantenham negócios milionários com a banca mundial", disse Julio Borges.

O opositor acusou o Governo de preferir pagar a dívida externa para "ficar bem visto perante os bancos internacionais e seguir com as suas negociatas, em vez de investir no país que atravessa uma profunda crise com inflação de três dígitos e escassez generalizada".

A soma paga recentemente pela Venezuela, segundo Julio Borges, serviria para "trazer comida e medicamentos para os venezuelanos que sobrevivem de estômago vazio, sem dinheiro nos bolsos e medicamentos nos hospitais".

A dívida externa total da Venezuela é de cerca de 150 mil milhões de dólares, segundo o economista José Guerra, presidente da Comissão de Finanças do Parlamento.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon