Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

China perdoa 30,4 ME de dívida a Moçambique e dá 12,7 milhões para novo aeroporto

Logótipo de O Jogo O Jogo 26/10/2017 Administrator

O Governo chinês anunciou hoje um perdão de dívida de 36 milhões de dólares a Moçambique (30,4 milhões de euros) e doou 15 milhões de dólares (12,7 milhões de euros) para a construção de um novo aeroporto. O protocolo sobre o perdão parcial da dívida foi assinado pela vice-ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação de Moçambique, Nyeleti Mondlane, e o embaixador da China em Maputo, Su Jian. Discursando após a assinatura do entendimento, o diplomata ...

O Governo chinês anunciou hoje um perdão de dívida de 36 milhões de dólares a Moçambique (30,4 milhões de euros) e doou 15 milhões de dólares (12,7 milhões de euros) para a construção de um novo aeroporto.

O protocolo sobre o perdão parcial da dívida foi assinado pela vice-ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação de Moçambique, Nyeleti Mondlane, e o embaixador da China em Maputo, Su Jian.

Discursando após a assinatura do entendimento, o diplomata afirmou que o perdão cobre quatro empréstimos sem juros contraídos pelo Estado moçambicano junto da China.

Em conferência de imprensa, o embaixador chinês explicou depois que o mesmo visa atenuar o peso das obrigações que Moçambique tem para com a China.

"Já perdoámos vários empréstimos sem juros de Moçambique, que estiveram no período de vencimento até finais de 2017, vamos continuar a trabalhar para nos próximos anos continuarmos nessa forma de cooperação", declarou Su Jian.

Sobre a dívida remanescente de Moçambique à China, a vice-ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação afirmou que os encargos estão dispersos por vários projetos de cooperação e têm sido contraídos através de diversas metodologias.

"São portfólios muito diferentes, é preciso fazer um trabalho para compreender a dívida global, há parcerias de Governo para Governo, há parcerias público-privadas e há diferentes metodologias de empréstimos", afirmou Nyeleti Mondlane.

A governante disse que o dinheiro que resulta do perdão vai ajudar o país a canalizar verbas para áreas prioritárias de combate à pobreza.

Na mesma ocasião, o embaixador da China em Moçambique indicou que o seu país vai doar 15 milhões de dólares (12,7 milhões de euros) para o apoio ao projeto de construção do aeroporto de Xai-Xai, capital da província de Gaza, sul de Moçambique.

Referindo-se ao empreendimento, Nyeleti Mondlane afirmou que a infraestrutura vai juntar-se a outras do setor aeroportuário já existentes em quase todas as províncias do país.

"Pela sua proximidade à cidade de Maputo, o futuro aeroporto de Xai-Xai vai, a médio e longo prazo, desempenhar um papel muito importante como um aeroporto alternativo em situações de emergência, bem como facilitar a assistência das populações quando ocorrem calamidades naturais", declarou.

A infraestrutura colocará a província de Gaza no circuito regional e internacional, tendo em conta potencialidades desta província no setor de turismo, concluiu.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon