Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Ciclo de Teatro Espanhol leva a Évora três companhias do país vizinho

Logótipo de O Jogo O Jogo 06/10/2017 Administrator

Três companhias espanholas vão subir ao palco, na próxima semana, do centenário Teatro Garcia de Resende, em Évora, para apresentar as suas produções num Ciclo de Teatro Espanhol, foi hoje divulgado.

A iniciativa, explicou o Centro Dramático de Évora (Cendrev), realiza-se no âmbito do Circuito Ibérico de Artes Cénicas, que conta com o envolvimento de companhias portuguesas e espanholas.

O ciclo dedicado ao teatro que se faz em Espanha arranca, na terça-feira, às 21:30, com a Companhia Karlik Danza Teatro, que vai apresentar na cidade alentejana a peça "María Zambrano La palabra danzante".

Sediada em Cáceres, na Estremadura espanhola, região na fronteira com o Alentejo, a companhia teatral, que está a comemorar os 25 anos de existência, decidiu homenagear a filósofa espanhola María Zambrano, a primeira mulher a receber o prémio Cervantes (1988).

A produção convida o público "a conhecer a figura de María Zambrano como mulher, pensadora, criadora da palavra dançante, da imagem e da metáfora", explicou o Cendrev.

A encenação e dramaturgia são assinadas por Cristina D. Silveira, enquanto a interpretação está a cargo de Elena Sánchez Nevado e Lara Martorán.

"La otra mano de Cervantes", pelo Teatro La Fundición, de Sevilha, na Andaluzia, é a peca agendada para dia 12, às 21:30, misturando "realidade, humor, ironia e fantasia", indicou o Cendrev.

A obra de Blasco Vilches, com encenação de Pedro Álvarez-Ossorio, "é uma aproximação aos espectadores de hoje da figura mais importante da literatura espanhola", Miguel de Cervantes, autor da obra "Dom Quixote de La Mancha", referiu a organização.

Sebastián Haro, Jasio Velasco e Carmen García Moreno são os atores que interpretam a peça.

No dia 14, às 21:30, o Ciclo de Teatro Espanhol encerra com a representação de "Un encuentro con Miguel Hernández", pelo Teatro Guirigai, companhia localizada em Los Santos de Maimona, Badajoz.

"Como mestres de cerimónia, três atores convidam o espectador a encontrar-se com momentos vitais da vida de Miguel Hernández, um dos poetas mais conhecidos do público espanhol e que acompanhou diferentes gerações nas décadas mais obscuras do franquismo até à transição para a democracia", resumiu o Cendrev.

A peça tem encenação e dramaturgia de Agustín Iglesias, com interpretação de Magda Arenal, Raúl Rodriguez e Jesús Peñas.

O Circuito Ibérico de Artes Cénicas, lembrou o Centro Dramático de Évora, visa "desenvolver as relações teatrais no espaço ibérico, contribuindo, dessa forma, para aproximar estas duas realidades", através de um maior conhecimento da produção teatral dos dois países.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon