Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Colômbia derrota a Grécia

Sportinveste 14/06/2014 Fonte: Sportinveste Multimédia
Colômbia derrota Grécia © Sportinveste Multimédia Colômbia derrota Grécia

A Colômbia impôs uma derrota algo pesada à Grécia, por 3-0, treinada pelo português Fernando Santos, no jogo de abertura do grupo C, em Belo Horizonte.
Para o que as duas equipas fizeram, embora os colombianos tenham sido sempre mais lúcidos, o resultado acabou por castigar demasiado a Grécia, que aos cinco minutos já perdia e em momentos importantes falhou a oportunidade de também marcar.

A Colômbia entrou praticamente a vencer: o extremo Cuadrado cruzou da direita, o ex-portista James simulou com o corpo e o lateral esquerdo Armero apareceu na zona de penálti para fazer o 1-0, aos 5 minutos, com a bola a sofrer um ligeiro desvio em Manolas.

Um golo que nem parece ter abalado a equipa de Fernando Santos, que no lance imediato podia ter marcado por Kone, com a bola a sair junto ao poste esquerdo (6). Torosidis também tentou o golo aos 28, de cabeça e novamente ao lado.

Foi uma fase de jogo em que a Colômbia estava longe de justificar o golo "prematuro".

Na primeira parte os gregos tiveram mais posse de bola (41-59), mais remates (4-7) e mais cantos (2-3), e Kone, em posição frontal, até teve uma grande oportunidade para levantar o jogo empatado para os balneários, com Ospina a fazer uma grande defesa a um remate em arco (45 minutos).

Na segunda metade a Colômbia mostrou-se melhor e voltou a procurar com maior acutilância a baliza grega. James começou por atirar para defesa de Karnezis (50) e depois Gutierrez fez mesmo o 2-0 (58), com um remate à boca da baliza, e após um precioso desvio de Aguilar ao primeiro poste.

A Grécia poderia ter voltado a "entrar" na discussão, com Gekas a ter a sua única grande hipótese enquanto esteve em campo, ao cabecear com estrondo à barra (63), antes de sair e dar lugar a Mitroglou.

Os dois técnicos foram mexendo nas equipas, Pekerman tirou os "goleadores" do jogo: primeiro Armero e depois Gutierrez, entrando Jackson Martinez para o lugar deste. Fernando Santos também prescindiu de Gekas e deu o ataque a Mitroglou, depois tirou o desgastado Kone e chamou o ex-benfiquista Karagounis.

Com o decorrer dos minutos, a Grécia ainda procurou reduzir e reentrar na discussão, com Samaras a atirar junto ao poste (85 minutos), mas seria James Rodriguez a dilatar a vantagem, aos 90+3 (a passe de Cuadrado), num resultado que acaba por ser penalizador para os gregos.

No jogo, em que portista Quintero não saiu do banco, ao contrário de Jackson Martinez (entrou aos 76), estiveram ainda em campo o ex-portista James, os ex-benfiquistas Katsouranis e Karagounis e o ex-leão Arias.

Ficha de jogo:
Jogo no Estádio Mineirão, em Belo Horizonte, no Brasil.

Colômbia-Grécia, 3-0.

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores:
1-0, Armero, 05 minutos.
2-0, Gutierrez, 58.
3-0, James Rodriguez, 90+3.

Equipas:

Colômbia: Ospina, Zuniga, Zapata, Yepes, Armero (Arias, 74), Sanchez, Aguilar (Mejia, 69), Ibarbo, Cuadrado, James Rodriguez e Gutierrez (Jackson Martinez, 76).

Seleccionador: José Pékerman (argentino).

Grécia: Karnezis, Torosidis, Manolas, Sokratis Papastathopoulos, Cholevas, Maniatis, Kone (Karagounis, 78), Katsouranis, Salpingidis (Fetfatzidis, 57), Samaras e Gekas (Mitroglou, 64).

Seleccionador: Fernando Santos (português).

Árbitro: Mark Geiger (Estados Unidos).

Acção disciplinar: Cartão amarelo para Sanchez (26 minutos), Sokratis Papastathopoulos (52), Salpingidis (55).

Fonte: O Jogo

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon