Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Colocação de coberturas em escola vence Orçamento Participativo de Valongo

Logótipo de O Jogo O Jogo 18/07/2017 Administrator

Um projeto de intervenção na doença de Alzheimer e a colocação de coberturas na Escola Secundária de Alfena foram dois dos oito projetos premiados no Orçamento Participativo Jovem de Valongo (OPJV), indicou a câmara local.

De acordo com a câmara de Valongo, distrito do Porto, para a edição de 2017, foram cabimentados 80 mil euros para oito projetos: quatro de âmbito escolar e quatro de âmbito concelhio.

Com 2.154 votos, a colocação de coberturas a ligar a entrada/saída da Escola Secundária de Alfena foi o primeiro projeto escolar vencedor, seguindo-se, com 2.139 votos a "Sala de aula do Futuro", que consiste na criação de um espaço com tecnologia avançada.

Seguiu-se, com 1.480 votos, o "Brincar sem Barreiras" que pede a aquisição de um parque infantil para alunos com necessidades educativas especiais e, com 1.422 votos, o "Parque D'Artes - Escola e Comunidade", que refere a criação de uma zona de diversão infantil na EBJI/1 de Balselhas.

A nível concelhio, venceu o "DAReab - Intervenção especializada na doença de Alzheimer" que visa proporcionar à população o acesso gratuito a uma intervenção especializada no âmbito da doença de Alzheimer (1.756 votos).

Em segundo lugar ficou, com 1.145 votos, o "Sons do Vale" para preservação e divulgação do património musical, e em terceiro (749 votos) o "Valongo faz campeões de Basquete" que consiste na distribuição de bolas de basquetebol pelos alunos do primeiro ciclo.

Por fim, com 683 votos, ficou o "Grafitar não é estragar!" que visa a limpeza das áreas "rabiscadas", pintando de novo e embelezando com pinturas temáticas.

Em comunicado, a Câmara de Valongo explica que o OPJV destina-se a jovens dos seis aos 36 anos, para "facilitar o seu envolvimento de uma forma mais construtiva e participada na comunidade, através da criação de um pensamento dinâmico e crítico, permitindo não só que apresentem ideias, mas também que as construam, debatam e concretizem".

No primeiro ano, foram disponibilizados 10.000 euros para a concretização de um projeto, uma verba que foi dobrando ano após ano até aos atuais 80.000 euros.

"Em 2016, o Município de Valongo colocou-se na vanguarda deste tipo de procedimento tendo criado, para o efeito, uma plataforma informática (...) para os proponentes entregarem as suas propostas e exercerem o seu direito de voto. Em 2017, a grande inovação foi a possibilidade de os jovens votarem gratuitamente através de 'sms'", descreve a autarquia.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon