Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Comissão Coordenadora das CT do Porto acusa PT de violar direitos constitucionais

Logótipo de O Jogo O Jogo 20/07/2017 Administrator

A Comissão Coordenadora das Comissões de Trabalhadores do Porto (CCCTP) expressou hoje solidariedade aos funcionários da PT em processo de transferência para outras empresas da Altice, acusando a operadora de "desencadear uma violenta ofensiva" aos "elementares direitos constitucionais".

Em comunicado enviado às redações, a CCCTP afirma que "a grande convulsão social dentro da empresa" merece "vigoroso repúdio" e diz acompanhar com "apreensão a violenta ofensiva desencadeada pela Altice aos elementares direitos dos trabalhadores, nomeadamente a sua transferência para outros estabelecimentos não assegurando a sua continuidade na PT Portugal".

Para esta comissão, a administração da empresa de telecomunicações tenta, "de forma ardilosa", que os trabalhadores "entreguem os seus direitos", o que é uma "clara afronta e desrespeito aos elementares direitos constitucionais".

Em 30 de junho foi tornado público que a PT Portugal iria transferir 118 trabalhadores para empresa do grupo Altice - Tnord e a Sudtel - e ainda para a Visabeira, utilizando a figura de transmissão de estabelecimento, cujo processo estará concluído no final deste mês.

Antes, no início de junho, a operadora, comprada pelo grupo francês Altice há dois anos, tinha anunciado a transferência de 37 trabalhadores da área informática da PT Portugal para a Winprovit.

A CCCTP recorda ainda que os trabalhadores da PT subcontratados a empresas de trabalho temporário e 'outsourcing', como a Manpower, Randstad, Egor, entre outras, iniciaram em novembro de 2016 uma luta pelo aumento dos salários e pela integração nos quadros efetivos da PT/MEO.

"Naturalmente os trabalhadores não deixarão quebrar o elo de ligação que os une, prosseguindo a sua luta contra a prepotência da administração", sustenta a comissão.

Os trabalhadores da operadora de telecomunicações convocaram uma greve para sexta-feira em protesto pelo processo de transferência de funcionários para outras empresas do grupo Altice e Visabeira.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon