Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Concurso público do Viseu Arena deverá ser lançado até final do ano

Logótipo de O Jogo O Jogo 09/08/2017 Administrator

O concurso público internacional para a execução da sala de espetáculos e recinto multiusos Viseu Arena, que terá uma capacidade superior a 5.500 espetadores, deverá ser lançado no quarto trimestre deste ano, anunciou hoje o presidente da autarquia.

Durante a apresentação do projeto de reconversão do atual pavilhão multiusos em Viseu Arena, Almeida Henriques disse que este investimento deverá custar entre 2,5 e três milhões de euros.

"Se fizéssemos uma sala de raiz, se calhar tínhamos que multiplicar por dez", frisou, ao justificar a opção de rentabilizar o pavilhão multiusos já existente.

Segundo o autarca, o Viseu Arena deverá poder ser utilizado no segundo semestre do próximo ano, permitindo acrescentar a Viseu mais três "V", de valor, de versatilidade e de visitantes.

Almeida Henriques sublinhou que Viseu ficará com "a maior sala de espetáculos da região Centro", que poderá atingir 5.876 lugares sentados e de pé e contribuirá não só para a dinâmica cultural, "mas também para a dinâmica económica, através do turismo".

O objetivo é "colocar Viseu no mapa nacional e ibérico da oferta de espetáculos, reforçar a dinâmica local e a descentralização cultural nacional e incrementar a atratividade turística de Viseu no Centro/Norte de Portugal e nos respetivos eixos ibéricos".

Nos seus nove mil metros quadrados, o Viseu Arena poderá receber espetáculos, congressos, seminários, conferências e encontros de marcas e de empresas. Terá bancadas renovadas, uma nova tribuna com 112 lugares, 14 camarotes, cinco bares e um terraço panorâmico.

O arquiteto responsável pelo projeto, Moisés Rosa, frisou que "foi acrescentado valor" ao pavilhão multiusos existente, integrando "conforto, hospitalidade e segurança".

O projeto pretende também abrir o Viseu Arena para a rua, permitindo uma "vivência mais próxima com a cidade e o espaço envolvente", explicou Moisés Rosa, exemplificando com "a iluminação na cobertura, que 'fala' com quem está na Sé".

A Arena Atlântico (sociedade gestora do Meo Arena) e a Viseu Marca são as parceiras institucionais do projeto.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon