Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Concurso para nova fase do Metro do Porto publicado a 06 de setembro

Logótipo de O Jogo O Jogo 31/08/2017 Administrator

O concurso público para o projeto de execução da nova fase de extensão do metro do Porto será publicado no dia 06 para que a obra possa arrancar em 2019 e estar concluída em 2022, anunciou hoje o primeiro-ministro.

"Será publicado dia 06 [de setembro] o aviso do concurso público para o projeto de execução e realização do estudo de impacto ambiental da nova fase de extensão do Metro do Porto, para que a obra possa arrancar em 2019 e possa estar a ser concluída em 2022", afirmou António Costa.

O governante assinalou ser esta a "fase de extensão possível e prevista" no atual quadro comunitário que termina em 2020.

"Depois mais mundo virá e outros sonhos poderemos ter", referiu.

Aprovada em fevereiro pelo conselho de administração da empresa, a construção de novas ligações no Porto e em Vila Nova de Gaia irá fazer o metro crescer quase seis quilómetros e somar à rede sete novas estações que ficarão entregues ao arquiteto Souto de Moura.

De acordo com o projeto então apresentado, a nova ligação no Porto -- Linha Rosa --, será enterrada e ligará a Casa da Música, na Boavista, à estação ferroviária de S. Bento, na Baixa do Porto, tendo um custo estimado de 181 milhões de euros.

Esta ligação, que recupera parte dos traçados da denominada Linha Circular, anunciada em 2007, e da Linha do Campo Alegre, implicará a construção de novas quatro paragens: Casa da Música (com ligação subterrânea pedonal à atual estação), Galiza, Hospital de Santo António e Estação de S. Bento (com ligação subterrânea à estação ferroviária).

Já a extensão da Linha Amarela de Santo Ovídio a Vila D'Este, em Gaia, cuja construção está orçada em 106 milhões de euros, será construída à superfície e terá três paragens: Manuel Leitão (próxima da escola EB 2,3 Soares dos Reis e da RTP), Hospital Santos Silva e Vila D'Este (próxima da urbanização onde habitam cerca de 16 mil pessoas).

A possibilidade de a expansão da rede do Metro do Porto avançar surgiu em abril do ano passado, quando o ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, garantiu 400 milhões de euros de investimento para a ampliação deste meio de transporte público em Lisboa e no Porto.

A Metro do Porto é detida a 60% pelo Estado, pertencendo os restantes 40% à Área Metropolitana do Porto (AMP).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon