Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Concurso para requalificação da escola de Mondim de Basto ficou deserto

Logótipo de O Jogo O Jogo 31/08/2017 Administrator

A Câmara de Mondim de Basto informou hoje que não adjudicou a obra de requalificação da Escola 2,3 e Secundária porque nenhuma empresa apresentou proposta ao concurso público lançado por 2,2 milhões de euros.

O concurso ficou "deserto", segundo afirmou em comunicado a autarquia liderada pelo socialista Humberto Cerqueira.

O município referiu que, perante este facto, já se encontra a desenvolver "todos os esforços no sentido de ser encontrado rapidamente o enquadramento para um novo procedimento".

O objetivo é "viabilizar a realização da tão desejada intervenção, no cumprimento da calendarização estipulada pela candidatura e pelo limite da verba contratualizada".

"O mercado das obras públicas vive atualmente, um contexto de excesso de procura, e por consequência as empresas de construção civil não conseguem acompanhar este volume de obras, aumentando os preços de mercado", afirmou a autarquia.

Em setembro de 2016, a Câmara de Mondim de Basto e o Ministério da Educação assinaram um protocolo com vista à requalificação e modernização das instalações da Escola Básica e Secundária.

O concurso público foi lançado pelo preço base de cerca de 2,2 milhões de euros.

Nos últimos anos, o frio e a água da chuva que entrava nas salas de aula desta escola, onde estudam cerca de 620 alunos, motivaram manifestações por parte de pais e alunos, ainda visitas de partidos políticos e a intervenção da câmara liderada pelo socialista Humberto Cerqueira.

A EB2,3 e Secundária de Mondim de Basto foi construída há cerca de 30 anos e sofreu uma intervenção em 2000, com a construção de um novo pavilhão.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon