Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Condenados a prisão efetiva três líderes dos protestos em Hong Kong em 2014

Logótipo de O Jogo O Jogo 17/08/2017 Administrator

Três líderes estudantis, incluindo Joshua Wong, rosto dos protestos pró-democracia em Hong Kong em 2014, foram hoje condenados a penas de até oito meses de prisão, após o governo ganhar o recurso que pedia penas de prisão efetivas.

Joshua Wong (20 anos) foi condenado a seis meses de prisão, Nathan Law (24 anos) a oito meses de prisão, e Alex Chow (26 anos) a sete meses.

"Podem prender os nossos corpos, mas não as nossas mentes! Queremos democracia em Hong Kong. E não vamos desistir", escreveu Joshua Wong na sua conta da rede social Twitter, ao conhecer a sentença.

Ao serem condenados a penas de prisão por mais de três meses, os três ativistas são impedidos por lei de concorrer ao cargo de deputado por um período de cinco anos, o que na prática os impede de participarem já nas eleições parciais para preencher os lugares vagos deixados após a desqualificação de seis deputados (incluindo Nathan Law).

As penas de prisão decretadas hoje substituem as 80 e 120 horas de serviço comunitário a que Joshua Wong e Nathan Law foram condenados no ano passado, entretanto já cumpridas, assim como a pena suspensa de três semanas de cadeia para o antigo dirigente da federação de estudantes Alex Chow.

Os três ativistas tinham sido condenados por crimes como "reunião ilegal", por invadirem uma área no exterior da sede do governo, conhecida como Civic Square (Praça Cívica) no final de setembro de 2014.

Esta ação esteve na origem dos protestos em defesa do sufrágio universal para a eleição do chefe do Executivo da cidade, conhecidos como "Revolução dos Guarda-Chuvas" ou "Occupy Central".

O caso parecia encerrado, mas no início do mês os procuradores pediram ao Tribunal de Recurso a revisão das sentenças dos três ativistas, instando os juízes a aplicarem penas de prisão como medida dissuasora para futuros manifestantes.

A sentença de hoje foi conhecida depois de, no início da semana, outros 13 ativistas terem visto agravadas as respetivas sentenças, transformadas em penas de prisão efetivas, entre oito e 13 meses, por uma tentativa de entrada forçada no Conselho Legislativo (LegCo).

Este incidente ocorreu em junho de 2014, meses antes das grandes manifestações pró-democracia.

Os 13 ativistas envolveram-se num protesto por causa de um controverso plano de desenvolvimento nos Novos Territórios em Hong Kong, numa altura em que o respetivo financiamento estava a ser discutido pelos deputados.

Na quarta-feira, o deputado pró-democracia Eddie Chu acusou o governo de Hong Kong de "perseguição política" ao pedir recurso dos casos.

Chu disse à Rádio e Televisão Pública de Hong Kong (RTHK) que o governo está a aumentar a repressão contra os dissidentes "com penas de prisão longas de forma a evitarem futuras ações pelos cidadãos de Hong Kong".

Nathan Law publicou na noite de quarta-feira um comentário no Instagram a avisar os seus seguidores de que esse poderia ser "o último durante algum tempo".

O mais jovem deputado de Hong Kong, eleito em setembro do ano passado com apenas 23 anos, foi desqualificado em julho, juntamente com outros três pró-democratas depois de o tribunal ter declarado inválidos os seus juramentos no parlamento. Outros dois jovens deputados tinham sido desqualificados em novembro.

Os casos têm sido denunciados como uma tentativa para expulsar os deputados da oposição democraticamente eleitos.

A Human Rights Watch (HRW), sediada nos Estados Unidos, disse na quarta-feira que houve "um aumento das acusações politicamente motivadas contra os líderes pró-democracia de Hong Kong", desde o final dos protestos de 2014.

"As pessoas estão cada vez mais a perder a confiança na neutralidade do sistema de justiça de Hong Kong", disse a diretora da HRW, Sophie Richardson, em comunicado, citado pela CNN.

Lusa/fm

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon