Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

"Confiança" do Basileia persuadiu Paulo Sousa

Sportinveste 02/06/2014 Fonte: Sportinveste Multimédia
"Confiança" do Basileia persuadiu Paulo Sousa © Sportinveste Multimédia "Confiança" do Basileia persuadiu Paulo Sousa

Paulo Sousa revelou, esta segunda-feira, sentir-se "muito feliz" por ir treinar o FC Basileia nos próximos três anos, considerando que a "confiança e clareza" de ideias dos responsáveis do clube suíço de futebol foram decisivos na sua adesão ao projecto.

"É uma sensação fantástica, muita alegria estar neste clube, grande internacionalmente e com grande expressão na Liga suíça. Estou muito feliz por ser o treinador. Principalmente pelo interesse do presidente desde o início, mostrando-me que sou o homem certo. Tenho certeza que é o projecto certo, com as pessoas certas e o clube certo para mim", disse, ao canal de televisão do clube helvético.

Campeão israelita pelo Maccabi de Telavive, Paulo Sousa assume-se "confiante" para o novo desafio com o campeão da Suíça: "Sabem o tipo de treinador que sou e o que posso fazer. Estou realmente feliz por eles me darem a sua confiança, por liderar este processo a seu lado. Estou muito, muito feliz e entusiasmado a começar o quanto antes".

Instado a revelar os motivos que o fizeram aceitar o convite para substituir Murat Yakin, insistiu na confiança do presidente Bernhard Heusler e do director Georg Heitz, destacando a sua "honestidade e clareza de ideias desde o início da abordagem".

"Confiam nas minhas capacidades. Há ainda a capacidade, a expressão e o valor do clube. O seu presente e futuro. É um clube que quero continuar a promover, apoiar e entregar todo o meu coração e alma para que a equipa progrida", completou.

Quanto à ideia do futebol que pretende implementar, defende uma "adaptação aos jogadores para tirar o máximo partido deles", uma vez que pretende que o seu potencial seja explorado "ao máximo".

Paulo Sousa quer ver os seus pupilos "felizes", a melhor forma de poder desenvolver "um futebol positivo, atractivo, com agressividade quando a equipa não tem a bola, para ter a certeza de que volta a ser protagonista com ela".

"Estou entusiasmado. Ser treinar é ganhar. O reconhecimento tem a ver com isso. Mas não chega. Gosto de passar emoções. Nos treinos e no relvado. Ter ligação com os que gostam de futebol, especialmente no Basileia. Quero que quem venha ao nosso estádio conte os dias que faltam para voltar a ver a equipa. Gosto de emoções durante o jogo. Que se sintam felizes. Por tudo o que fazemos, principalmente o que os jogadores fazem em campo", vincou.

O treinador português prometeu aprender alemão - além de português, fala espanhol, italiano, inglês e francês - e revelou que vai passar os próximos dias a estudar os adversários com visionamento de jogos da época passada.

"O campeonato será competitivo, como sempre. Queremos progredir e ter os mesmos resultados do passado. O Basileia já é bem conhecido na Europa e no Mundo, tal como a equipa nacional, com grande progresso. Há muito respeito por este campeonato", concluiu.

O director do futebol, Georg Heitz, diz que a direcção está "convencida" do valor do português, desvalorizando o facto de Paulo Sousa mudar frequentemente de clube: "Actualmente, não há muitos treinadores cinco ou seis épocas na mesma equipa".

"Ele tem grande personalidade, grande carisma e aura, que é o que precisamos no clube. Além disso, é um bom comunicador, com charme. Mas também tem um lado exigente que bem conhecemos das nossas conversas", completou.

Paulo Sousa regressa definitivamente à Suíça a 15 de Junho e a 18 principia a época, "lamentavelmente ainda sem vários internacionais, ao serviço das suas selecções" no Mundial2014.

Fonte: O Jogo

AdChoices
AdChoices

Mais de Sportinveste

image beaconimage beaconimage beacon