Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Conselho de Disciplina decide divulgar todos os palavrões

Logótipo de O Jogo O Jogo 23/02/2017 Ana Proença

Conselho de Disciplina decidiu apresentar os factos que consubstanciam as penas a agentes desportivos. Ser mais transparente e clarificar as decisões disciplinares é a intenção do órgão federativo

O Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol decidiu que vai fundamentar os castigos ou multas aplicadas aos dirigentes, treinadores e jogadores das provas profissionais, para que não restem dúvidas quanto às decisões do CD, como sucedeu, por exemplo, com Rui Vitória e Jorge Jesus.

José Manuel Meirim, líder do Conselho de Disciplina, e Fernando Gomes, presidente da Federação Portuguesa de Futebol © Jorge Amaral / Global Imagens José Manuel Meirim, líder do Conselho de Disciplina, e Fernando Gomes, presidente da Federação Portuguesa de Futebol

Fonte da FPF contactada por O JOGO explicou que a intenção do CD é apresentar os factos que acabam por consubstanciar a decisão. Por outras palavras, pretende o órgão presidido por José Manuel Meirim clarificar as decisões e torná-las assim mais transparentes. Além disso, esta nova forma de divulgar os castigos vai ao encontro de uma solicitação dos clubes dos campeonatos profissionais, que reclamavam não ter conhecimento do que constava dos relatórios dos árbitros.

No último comunicado do CD, já foram descritos três castigos da 28.ª jornada da II Liga. Daniel Kenedy, treinador do Leixões, foi suspenso por dez dias devido a insultos, presentes no relatório do árbitro Jorge Ferreira e citados pelo CD no mapa de castigos, dirigidos ao quarto árbitro do jogo com o Vizela. Também a troca de insultos e ameaças entre Paulinho Santos, adjunto do FC Porto B, castigado com dez dias, e Carlos Pinto, treinador do Santa Clara, suspenso 15 dias, foi descrita no comunicado, incluindo... os palavrões.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon