Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Conselho de Segurança da ONU analisa na segunda-feira confrontos em Jerusalém

Logótipo de O Jogo O Jogo 22/07/2017 Administrator

O Conselho de Segurança das Nações Unidas vai reunir-se de urgência na segunda-feira para analisar a violência em Jerusalém, uma reunião pedida pela França, Suécia e Egito, indicaram hoje diplomatas.

A reunião deve permitir abordar "urgentemente a forma como os apelos para o fim da violência podem ser apoiados", indicou o embaixador sueco na ONU, Carl Skau.

Um palestiniano de 17 anos que tinha sido atingido a tiro durante confrontos com forças israelitas morreu hoje na Cisjordânia, segundo o Ministério da Saúde palestiniano.

Na sexta-feira foram mortos três palestinianos em Jerusalém Oriental e na Cisjordânia e três israelitas num colonato perto de Ramallah.

A nova vaga de violência começou após as autoridades israelitas terem imposto novas medidas de segurança à entrada da Esplanada das Mesquitas.

Em comunicado, a União Europeia exortou Israel e a Jordânia a trabalharem para que sejam "encontradas soluções para manter a segurança de todos" em Jerusalém, após os dois dias de confrontos.

A Jordânia é a guardiã dos lugares santos muçulmanos de Jerusalém.

"Os últimos acontecimentos nas imediações e na Cidade Santa de Jerusalém e na Cisjordânia representam um risco real de escalada" da violência, afirmou a UE.

O comunicado defende que deve ser feito um inquérito completo à morte dos três palestinianos nos confrontos de sexta-feira e condena a morte dos três israelitas, vítimas de um palestiniano.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon