Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Coreógrafo Rafael Alvarez estreia em Tóquio o solo "No intervalo de uma onda"

Logótipo de O Jogo O Jogo 17/10/2017 Administrator

O coreógrafo e intérprete Rafael Alvarez vai estrear em Tóquio, no sábado, o espetáculo a solo "No intervalo de uma onda", traçando uma relação simbólica e factual entre as cidades de Lisboa, Paris e Tóquio.

De acordo com fonte ligada ao projeto, este trabalho, que envolve a obra do artista japonês Hokusai e a sua divulgação no ocidente, terá estreia nacional em Lisboa, em novembro, resultando de uma colaboração luso-franco-nipónica.

"No intervalo de uma onda" integra um conjunto de residências artísticas e apresentações em Tóquio, Paris, Lisboa, Porto e Montemor-o-Novo realizadas ao longo de 2017.

A estreia está marcada para sábado no Buoy Arts Centre, em Tóquio, e em Lisboa, de 01 a 04 de novembro, no âmbito do Festival Temps d'Images, no espaço Negócio da galeria Zé dos Bois.

O espetáculo a solo de Rafael Alvarez - criador que celebra este ano duas décadas de carreira - tem três atividades complementares, nomeadamente uma oficina, uma 'masterclasse' e a inauguração da exposição de fotografia com lançamento do livro de fotografia, de 04 a 15 de novembro na livraria Palavra de Viajante, em Lisboa.

Katsushika Hokusai (1760--1849) foi um artista japonês, pintor de estilo ´ukiyo-e´ e gravurista do período Edo, sendo um dos principais especialistas em pintura chinesa do Japão.

É conhecido como autor da série de xilogravuras "Trinta e seis vistas do monte Fuji", que inclui a "Grande Onda de Kanagawa", pintura icónica criada em 1820.

Coreógrafo e performer, cenógrafo e figurinista, investigador e professor, Rafael Alvarez vive e trabalha em Lisboa.

O seu trabalho coreográfico tem sido apresentado desde 1997 na Europa, América, Médio Oriente, Ásia e África, e no decorrer dos últimos 20 anos tem investigado e desenvolvido nos seus processos coreográficos uma dimensão plástica do movimento e da composição, com forte componente visual na construção do corpo e do espaço.

Em 1997 criou o seu primeiro espetáculo "Go rest my, I close the doors", um concerto-performance em colaboração com o artista visual Pedro Valdez Cardoso.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon