Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

CORREÇÃO Anfiteatro da Costa de Caparica é inaugurado na quarta-feira à noite

Logótipo de O Jogo O Jogo 04/08/2017 Administrator

(Corrige, no segundo parágrafo, o nome do vice-presidente da Câmara de Almada para José Gonçalves e a designação do local de implantação do anfiteatro para Parque de Santo António)

VERSÃO INTEGRAL CORRIGIDA:

O anfiteatro do Parque Urbano da Costa de Caparica, no concelho de Almada, é inaugurado na próxima quarta-feira, às 21:30, com uma antecipação do Festival O Sol da Caparica, o primeiro evento que o equipamento acolhe.

O vice-presidente da Câmara de Almada, José Gonçalves, disse que o anfiteatro, construído no Parque de Santo António, com capacidade para acolher 1.500 pessoas vem "reforçar a ideia de que a ida à Costa de Caparica seja um ato de permanência e não sazonal".

Segundo nota da autarquia, o anfiteatro, construído em pedra, é de autoria do arquiteto Aleque Ming, da Câmara de Almada, e inspira-se nas obras greco-romanas.

"Este anfiteatro, com capacidades raras na área da Grande Lisboa, permite a realização de diferentes tipos de espetáculo, de concertos sinfónicos ao pop/rock, passando pelo cinema e o bailado", disse por seu lado o diretor artístico d'O Sol da Caparica, António Miguel Guimarães.

A edilidade afirma que este novo espaço permite a apresentação de todos os géneros musicais, de teatro, bailado ou cinema.

O equipamento dispõe de um palco com uma boca de cena de 18 metros e fundo de 13 metros, está equipado com rampas de acesso especial para carregamento de material e permite a descarga de equipamento diretamente dos camiões, segundo nota `imprensa da edilidade almadense.

O palco, segundo o mesmo comunicado, foi reforçado com betão, o que permite "suportar o peso de várias toneladas que permitirá suspender equipamento de som e de luz".

"O espaço foi pensado para permitir uma fluidez natural do som e todos os aspetos de segurança, escoamento de público, mas também de qualidade dos espetáculos".

A inauguração, na quarta-feira, conta com a exibição de vídeos da Monstra-Festival de Animação de Lisboa, com o projeto Jardins Sonoros, de Rui Miguel Abreu, declamação de poesia, pelo coletivo Arte 33, e com uma antevisão de "Suave Ciclo" pelo coletivo brasileiro VJ Suave.

Na quarta-feira haverá ainda "uma pequena visita ao recinto do Festival, num momento iluminado pelos 'light designers' Carlos Carvalho e Leocádia Silva".

No âmbito do Festival O Sol da Caparica, que começa no dia seguinte, quinta-feira, o anfiteatro acolherá o projeto "Jardins Sonoros", os espetáculos da Lisbon Poetry Orchestra e a exibição de vídeos da Monstra.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon