Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

CRCQ Lombos é campeão nacional pela 2ª vez

Sportinveste 11/05/2014 Fonte: Sportinveste Multimédia
Ao vencer o CAB Madeira por 62-61 no jogo 2 da final do play-off da Liga Feminina, o CRCQ Lombos sa ...: CRCQ Lombos é campeão nacional pela 2ª vez © Sportinveste Multimédia CRCQ Lombos é campeão nacional pela 2ª vez

Ao vencer o CAB Madeira por 62-61 no jogo 2 da final do play-off da Liga Feminina, o CRCQ Lombos sagrou-se campeão nacional fechando a série (2-0). Três anos depois de ter inscrito pela 1ª vez (2010-11) o seu nome no ranking dos vencedores da prova máxima do calendário federativo feminino, o emblema de Carcavelos conquistou o seu 2º título nacional com justiça. Venceu a fase regular (16 vitórias e 4 derrotas) e no play-off fez 3 séries limpas (2-0), ao afastar sucessivamente o Algés, U. Sportiva e CAB Madeira

Destaque nas novas campeãs nacionais para a prestação da poste Tyrone Mosby, MVP do encontro (27,5 de valorização) ao fazer um duplo-duplo (19 pontos, 7/12 nos duplos, 1/4 nos triplos, 10 ressaltos sendo metade ofensivos, uma assistência, 4 roubos e uma falta provocada com 2/2 nos lances livres). Foi muito bem acompanhada por Tierra Henderson (21,5 de valorização) ao contabilizar 16 pontos, 6/8 nos duplos, 7 ressaltos sendo 2 ofensivos, 5 assistências, 5 roubos e 5 faltas provocadas. Seguiram-se-lhe Mery Andrade (12 pontos, 4 ressaltos sendo 1 ofensivo, 4 assistências, 2 roubos, 1 desarme de lançamento e 6 faltas provocadas com 2/4 nos lances livres), Sónia Reis (8 pontos, 6 ressaltos sendo 1 ofensivo, 4 assistências e uma falta provocada) e Felicité Mendes, muito forte defensivamente (3 ressaltos defensivos, uma assistência, 2 roubos e uma falta provocada).

No CAB Madeira a mais valiosa foi Taj Mc Williams (21,5 de valorização) que somou 13 pontos, 7 ressaltos defensivos, 3 assistências, 2 roubos, 1 desarme de lançamento e 7 faltas provocadas com 3/3 nos lances livres. Foi bem secundada por Schera Sampson (11 pontos, 5/7 nos duplos, 9 ressaltos defensivos, 1 roubo, 1 desarme de lançamento e duas faltas provocadas com 1/2 nos lances livres), Carla Freitas (16 pontos, 6/9 nos lançamentos de campo repartidos por 2/3 nos duplos e 4/6 nos triplos, 1 ressalto defensivo, uma assistência e uma falta provocada) e Mª João Correia (14 pontos, 2/4 nos triplos, 4 ressaltos defensivos, 4 assistências e duas faltas provocadas com 2/3 nos lances livres). Viu a sua valorização ser penalizada pelo número elevado de turnovers (8), mas aí também houve mérito das adversárias, ao roubarem muitas bolas (15).

O êxito do CRCQ Lombos deveu-se fundamentalmente à superioridade nas tabelas (35-32 ressaltos), nomeadamente na tabela ofensiva (13-3), por ter sido mais colectivo (15-12 assistências), por ter cometido menos erros (10-23 turnovers) e ainda por ter roubado mais bolas (15-3). Beneficiou portanto de mais posses de bola (67-48 lançamentos de campo tentados), ainda que tenha estado menos eficaz que o adversário, tanto nos duplos (46%-49%) como nos triplos (20%-54%).

O CAB Madeira por seu turno esteve certeiro no tiro exterior (excelentes 54%, com 7 triplos em 13 tentativas) e foi igualmente mais eficaz da linha de lance livre (42%-75%). Mas aqueles 23 turnovers eram um número proibido para quem queria forçar a negra.

- Ficha de jogo
Pavilhão Desportivo dos Lombos, em Carcavelos

CRCQ Lombos (62) – Felicité Mendes (2), Tierra Henderson (16), Mery Andrade (12), Sónia Reis (8) e Tyrone Mosby (19); Maria Kostourkova, Inês Viana, Márcia Costa (2) e Filipa Bernardeco (3)

CAB Madeira (61) – Mª João Correia (14), Marta Bravo (2), Carolina Escórcio (5), Schera Sampson (11) e Taj Mc Williams (13); Carla Freitas (16) e Catarina Freitas

Por períodos: 20-18, 12-18, 18-14, 12-11

Árbitros: Sérgio Silva e José Gouveia

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon