Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Crianças incapacitadas torturadas em instituição de acolhimento na Colômbia

Logótipo de O Jogo O Jogo 20/10/2017 Administrator

Crianças incapacitadas foram torturadas pelos funcionários de uma instituição de acolhimento na cidade de Ibagué, na Colômbia, com a Procuradoria Geral a descrever o local como a "casa do terror".

Segundo a Procuradoria, os maus tratos a que eram submetidos os menores incluíam serem atados às camas, suportarem alimentos quentes na cara e serem-lhes constantemente ministradas drogas tranquilizantes.

O internato, administrado pela Fundación Peces Vivos, na cidade de Ibagué, na Colômbia, era tudo menos um lugar de acolhimento, referem as autoridades, que iniciaram uma investigação que está "cheia de descobertas assustadoras".

A Procuradoria Geral considera o caso "triste e dramático", envolvendo 11 crianças e adolescentes de ambos os sexos, com idades entre os 7 e os 17 anos, com incapacidades e em situação de "extrema vulnerabilidade".

Estas crianças fazem parte de um grupo de cerca de 40 menores que, ao longo dos últimos anos, terão recebido um tratamento desumano por parte de dez empregados da fundação, contratados pelo Instituto Colombiano de Bienestar Familiar (ICBF) para cuidarem dos menores.

O caso chegou ao conhecimento da Procuradoria quando um antigo funcionário denunciou a situação, com dez funcionários, entre os quais a diretora, a serem detidos e a enfrentarem diversas acusações.

"Não podemos aceitar que isto aconteça. Graças a um antigo funcionário pudemos conhecer a situação e proteger os menores", disse Karen Abudinen, diretora do ICBF.

As crianças estão ao cuidado do ICBF para recuperarem e foram conduzidas ao Instituto de Medicina Legal para serem recolhidas provas físicas dos maus tratados, bem como os seus testemunhos.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon